Apoiam este projeto:

quarta-feira, 23 de março de 2016

Chega de roubo. Safados na cadeia!


(J.Lemes)
E não é que o nosso ex-deputado (PDT) e jornalista João Luiz Vargas pegou 12 anos de cadeia por fraude no Detran RS. Crimes: peculato (agir em proveito próprio), formação de quadrilha, desvio de recurso. Ele que chegou a ser presidente do Tribunal de Contas. Poderá recorrer, mas com o novo entendimento jurídico pode ser preso a qualquer momento.

Obs. João Luiz foi um dos mais queridos deputados. Bem diz o ditado, o sujeito é bom até deixar de ser

Não é à toa que o outro deputado gaúcho envolvido no caso Detran também deixou o focinho no ninho. Zé Otávio Germano (PP) foi denunciado na Lava-Jato. O bicho velho não se sofreu e aprontou por lá também. 

Realmente, não são só os do PT que estão marchando. Por isso peço: crédito à Lava-Jato, crédito à Justiça brasileira que ela vai saber agir.

4 comentários:

  1. Só para colaborar:

    O novo entendimento diz que ele pode ser preso após condenação em segunda instancia. O que não o caso. ainda.

    ResponderExcluir
  2. Acho que esse negócio de adiamento, instâncias, isso e aquilo é muito complicado: tem prova? CADEIA DIRETO!!! Ficam de "frescura legal" em cima do que é óbvio e visto a olho nu pela população para mostrarem serviço e vão adiando uma limpa geral nesse carnaval privado!

    ResponderExcluir
  3. Nessa do Detran tem gente daqui que escapou de fininho .

    ResponderExcluir
  4. Se é político tem todos esses recursos, se é um brasileiro qualquer, vai direto pra cadeia. O tribunal de contas tem dado BONS exemplos.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta