Subscribe:

Apoiadores:

segunda-feira, 27 de junho de 2016

A despedida dos nobres não tão nobres

Santiago - Nada mudou, a não ser o tom de despedida que veio em forma de autoelogios e pedidos de votos disfarçados com um "saiba votar!";

As sessões da câmara terminaram como começaram; abaixo de discussões tolas e rusguinhas mais tolas ainda;

Sandro Palma (PT, PP) deu nojo mais uma vez pedindo voto pro Tiago;

Pelé (PP) agradeceu pela "parceria" com Palma, o que resultou na devolução de dinheiro à prefeitura;

Marion (PT) meteu a cucharra dizendo que a obrigação da câmara não é devolver;

Iara Castiel (PT) foi a mais sensata. Quem diria... Deu aulas do que é ser vereador;

Ainda sobre Marion, não se sofreu e levou a última molhada do presidente Peru, ao vivo;

Cardoso (PP) veio com o velho discurso da política e dos que roubam, e quem não rouba deve seguir etc. Depois, saudou a todos com o velho e desgastado clichê, chamando os colegas de "nobres".

Mas eu quero pegar quem inventou essa pronúncia para classificar vereador.

Sexta-feira tem  mais pelo Expresso. 

7 comentários:

jlgcati disse...

Estou fora de Santiago a dez anos e sabe o q e mais triste João Lemos a política ai não muda uns 70% vai permanecer. Inclusive o executivo faz 20 anos q são os mesmos
Isso e um coronelismo disfarcado

Anônimo disse...

Muitos que estão por ai não serão reeleitos, por isso a despedida em tom solene.

Anônimo disse...

Marion sempre se metendo em tudo,mas projeto nao apresenta nem um,so sabe criticar.

Anônimo disse...

Em Santiago não pode ter uma pessoa que tenha muito conhecimento na área trabalhista, pois, aqui tem o tal famoso teste ao invés de 45 dias de experiência e mais 45 dias caso o empregador entenda que o candidato esteja se saindo bem.
Aqui esquecem que existe uma lei que não pode exigir mais de 6 meses de experiência em qualquer função. ai vemos anúncios exigindo mais de 1 ano ou mais

anonimo disse...

Estou pensando em criar um vergonhódromo para políticos sem-vergonha, que ao verem a chance de chegar ao poder esquecem os compromissos com o povo.

anonimo disse...

Estamos vivendo em um reino em que os políticos são os reis,
E nós onde ficamos? Será que também fazemos parte desse reino? -claro que sim, e como não? Nós somos apenas os "bobos da corte"

Anônimo disse...

Para uma Santiago melhor, temos que eleger candidatos a vereador que tenha pelo menos o curso de gestão pública para eles saber e lembrarem sempre que são nossos funcionários, peço gentilmente a população que na hora da eleição deixe de lado a amizade com o político e faça uma análise sobre o que ele pode trazer de novo para Santiago, pois, Santiago esta uma cidade velha e sem melhorias, temos que escolher bem quem nos representar.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta