Subscribe:

Apoiadores:

terça-feira, 21 de junho de 2016

E a festa junina mixou!


Santiago – Os organizadores da tradicional festa junina do Círculo Militar esperavam um grande público no último final de semana. Só que não! Dava para contar as pessoas que não eram militares ou seus familiares (que tinham entrada gratuita). As demais pagavam 10 reais o ingresso.

O que espantou?
Frio, ingresso caro, pouca divulgação. Tudo isso colaborou. E pra ajudar ainda se instalou um parque "luxuosamente armado em frente à escola da URI" que atraiu muitas pessoas no domingo. Mas o que matou mesmo esta 20ª edição foi a falta de atrações. Enquanto o ano passado havia filas para ver o Serelepe, neste não tinha meia-dúzia para assistir à dança das crianças do professor João Ramos.

20 comentários:

Anônimo disse...

Nem.sabia da festa.

Anônimo disse...

Justamente faltou Divulgação, fiquei sabendo na sexta.

Anônimo disse...


Falta de divulgação e os horários também não ajudaram,tinha que ser pelo menos até a meia noite,festa junina de tarde só pra criança mesmo.

Anônimo disse...

Nesses meus 50 anos de vida, eu nunca tinha visto uma Festa Junina encerrar as 21:00. Só em Santiago, mesmo !

Anônimo disse...

A festa sempre começava na quinta feira e sempre era bem divulgada, nem sabia da festa e convenhamos dez reais a entrada, deveria ser de graça!!

Anônimo disse...

mas acho que o que espantou o publico foi esta idéia de pagar ingresso, para entrar , com esta crise afugentou os possiveis frequentadores

Anônimo disse...

Talvez as brigas do ano passado, afastaram às famílias que vão em busca de diversão.

Anônimo disse...

Os militares não pagavam demais R$10,00 a festa era para a comunidade Militar não para os demais ,só que nem a comunidade Militar compareceu .Faltou mesmo divulgação e atrações e quando ela estava voltando a ser atração os organizadores deste ano estragaram novamente!Militarismo na Festa Junina deu nisso .

Anônimo disse...

Estamos no sul. O sul é nosso país. Aqui ninguém é caipira. Somos todos gaúchos! Entenderam? Ou tem que desenhar?

Anônimo disse...

Esse ano que o clima colaborou, que podia ter um grande público, houve essa cobrança absurda de ingresso, onde já se viu, nesta crise cobrar R$ 10,00, foi pra espantar mesmo todo mundo. Não teve atrações, diminuiu o horário e os dias do evento, parabéns para quem organizou...conseguiu espantar com o povo...ano que vem se for pra ser assim, melhor que nem tenha, vai ser outra vergonha.

Anônimo disse...

No meu ver 10,00 era pra espantar a bagacerada que sempre tomava conta da festa,causando brigas generalizadas como houve diversas vezes,e como disse o amigo em um comentário somos GAÚCHOS,e não caipiras essas festas são nordestinas,então depois de mais esse fiasco pode ser que o círculo militar pare de ser arrogante achando que sabe organizar festa pois já provou que não ou esqueceram da tal mostra de artes e cultura que foi um outro mega fiasco.

Anônimo disse...

Se querem uma festa junina para toda a comunidade, falem pra prefeitura fazer uma, ao invés de ficarem na "aba" do Exército.

Anônimo disse...

É a falta da verba que não deixou divulgar e nem as pessoas irem lá.

Anônimo disse...

Tinha que ser a entrada de graça e só cobrar pelas barracas.

Anônimo disse...

A mostra de cultura, mais do que mega fiasco foi um mega rombo no cofre do Círculo Militar para pagar o conjunto de música gaúcha.

Anônimo disse...

Milicos desprezaram a comunidade. depois que a festa se reegueu, chegou um general de elite e mandou acabar tudo. deu o recado que não gosta mesmo de povo

Anônimo disse...

Tinha que volta as festa da
Nicola Veículos na BR 287.
Que época boa.
E ainda ajudava os necessitados
com agasalho e bóia.

marcio duarte disse...

Se bailes gaúchos COBRAM ENTRADA,boates e demais eventos também cobram, por que a festa do círculo deveria ser de graça?? Não tem custos?? Mania de sempre ficar "mendigando' entrada em eventos, é só pagar e pronto.

Anônimo disse...

Militar sempre se achou, não ia ser diferente.... toma não foi ninguem, rsrsrsrs ano passado só deu briga e os miliquinhos da PE se cagaram todo..

Anônimo disse...

Gaúchos de tradição estão deixando de privilegiar o folclore regional.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta