Apoiam este projeto:

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Quem dita as regras em Santiago?


O leitor Cassal Brum provoca ao abordar a questão “América Latina Logística x Prefeitura de Santiago”, se referindo à abertura de passagem da rua Felipe Lopes (trilhos). Ele observa que foi um erro a prefeitura pedir ajuda do Judiciário para abrir essa rua nos  trilhos do bairro Itu. “Isso mostrou a incapacidade para se resolver um problema que não é competência do Judiciário. Metam as máquinas e pronto ou seguiremos dizendo que a essa empresa é quem dita as regras dentro do município", diz ele. Fotos: Prefeitura e Rádio Santiago.


8 comentários:

  1. Deviam meter a patrola mesmo aí eles apareceriam e assim a Prefeitura poderia notificar para realizar a limpeza na área dos trilhos que ficam no perímetro urbano.

    ResponderExcluir
  2. Pelo visto não sabem.

    ResponderExcluir
  3. Essa rua trancada é um atraso em Santiago,quem mora aqui como eu, quando sai de casa ,não pode subir a rua do Guasso, na outra te uma sinaleira que ão anda,pelo amor de Deus,cidade educadora não sei onde...palhaçada!!!pra que aqueles montes vasos brancos no centro !!! Ahh É ano eleitoral!!!

    ResponderExcluir
  4. As leis ditam as regras!

    ResponderExcluir
  5. Falta de Gestão, belo no centro, o resto da cidade, é o resto...!

    ResponderExcluir
  6. Cadê o PLANO DIRETOR da Cidade Educadora, que "caduca" em outubro, pois não será revisado porque a Administração, o Prefeito, não se preocupou com isso

    ResponderExcluir
  7. Como que por conta a prefeitura vai meter a patrola..tem sim que o judiciário intervq adianta abre vem a All com uma ação e acaba fechando...questão de direito...qualquer bom entendedor "saberia" que não é tão simples assim

    ResponderExcluir
  8. Santiago é uma cidade de aparências? O porque disso?

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta