Subscribe:

Apoiadores:

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Esporte é esporte, opinião é opinião

(J.Lemes)
Na semana passada perguntei se você, leitor, daria 26 reais para ir ao cinema ou 10 para ver jogo de futsal. Teve gente que não gostou. Claro, só gostamos do que nos agrada. Entendo. "Concordo com quem discorda de mim." Só acho engraçado a ação de dirigentes esportivos. Quando são destaques, tudo é belo, mas na menor manifestação contrária, lá vem o revés. Eu já estou acostumado.

Só digo mais uma coisinha. Vocês jogam e eu noticio. E critico, se for o caso. Se não houvesse dinheiro público envolvido, nada, nada, até deixaria barato. Mas tem dinheiro público seja de forma direta ou indireta como sempre acontece em Santiago em anos eleitorais. Teve até gente contra a administração de Ruivo que, ao menor sinal de contratação para serviços esportivos, sentou-se no colo dele e do seu candidato. Vejam só...

O esporte é bonito, é saúde, é emprego. Todos sabem, desde que o gasto seja na medida e bem distribuído. Também é preciso salvaguardar a liberdade da imprensa livre ou logo tudo vira na casa-da-mãe-joana, como está nosso país hoje. Enquanto isso, há outras áreas na penúria como mostraremos no Expresso desta sexta.

E para quem um dia deseja colocar seu nome à disposição da política, caso de alguns jovens dirigentes, é bom ir aprendendo a ser democrático, respeitando opiniões adversas e não só aplaudindo as que são favoráveis. Como digo, treino é treino, jogo é jogo, trabalho é trabalho e opinião é opinião. Então, bola pra frente!  

0 comentários:

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta