Subscribe:

Apoiadores:

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Jornalista João Lemes resolveu abrir seu voto

Meu voto vai para...
(por João Lemes)
O homem é o único bicho que precisa aprender tudo; a andar, nadar, comer, falar, votar. Também precisa de lei para tudo, só que a lei não abrange tudo. A lei apenas dá uma linha para que sejamos mais corretos. Ou poderia haver lei impedindo o candidato de importunar o eleitor pelo celular, em seu facebook, em casa, na empresa ou no lazer? Afinal, o candidato também tem liberdade para abordar o eleitor. Agora, quem tem ética jamais precisa de leis. Também temos o tal de bom senso, que assim como a aspirina ou caldo de galinha, nunca faz mal...

O meu voto vai para quem souber conquistá-lo. E essa conquista depende da ética, do bom senso... É como se fosse um caso de amor. Primeiro, o flerte. Depois, a abordagem, tudo com refinada educação. Por fim, vem o convite ao namoro. Então, senhor candidato, nada de mandar mensagem fora de hora. Nada de falar em projeto em festa (esse momento é sagrado). No trabalho do eleitor, nem pensar! Na igreja, muito menos! E antes que algum candidato pense que estou contra ele, aviso: estou a favor, a favor de todos os que fizerem uso do que acabei de dizer. Afinal, esta é única vez que podemos exigir de vocês.

1 comentários:

Anônimo disse...

obrigado por publicar meu comentário....

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta