Apoiam este projeto:

domingo, 25 de setembro de 2016

A briga das carreatas

(por J.Lemes)
Santiago - Na reta final das campanhas eleitorais sempre surgem alguns mecanismos de disputa em que cada qual tenta mostrar que está mais forte. São debates, bandeiraços, mateadas, fotos em rede social, passeatas...

A bola da vez são as carreatas. O grupo do Bonotto impressionou com um grande número de carros no sábado à tarde.  E tomem comentários do tipo; "pobre não tem carro, tem voto", "credinho!, se carro é sinal de popularidade e aceitação, o Bonotto já venceu!", e assim vai.

Já neste domingo o time do Tiago fez uma mateada no ginasião e lá pelas tantas juntaram alguns carros e também saíram pelas vilas a convidar para uma carreata que será no próximo sábado, dia 1º.

Como estamos vendo, são os "mecanismos" (mecânica) de campanha em ação, porém, dia 02 será o real dia de sabermos quem será o escolhido. Esta foi a minha maneira de dizer que tudo o que vier antes pode até ser verdade, mas poucos têm isenção para dizer e quase ninguém pode medir campanha por volume de carro, de mateada, de debate... Vamos aguardar.

2 comentários:

  1. Não sou de me manisfestar tanto é que não torço pra lado A OU LADO B mais desde que eu era criança existe as carreatas eu não tô entendendo o porque de tanto alarde de tantas pessoas por uma coisa que desde que existe política é usado,parece que as carreatas começaram agora uns determinados partidos,tá parecendo que é coisa de outro mundo.

    ResponderExcluir
  2. Dizem que tinha uns 500 carros,outros dizem que foram nem 300,se é verdade pela coligação foi muito barrulho e pouco carro.Ouvi dizer que faltou motorista habilitado para dirigir alguns carros.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta