Subscribe:

Apoiadores:

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Guilherme Bonotto: "Uma derrota significa muito e não significa nada"

Santiago - O ex-candidato pela oposição de Santiago fez o que poucos fizeram até hoje; veio a público, (ele e a professora Nice Viero) sem mágoas e ainda desejou sorte aos eleitos. Guilherme Bonotto (PSD) falou ainda de alguns pontos de sua proposta e analisou a campanha, agradeceu a todos, colegas de partido, candidatos a vereador, eleitores...

Nossa proposta era gerar mais emprego, enxugar a máquina pública (todos sabem da situação das prefeituras), reduzir cargos, secretarias, implementar uma usina de lixo regional"...

Contra a máquina
"Não foi fácil enfrentar quem já está na máquina pública. Quase todos os candidatos a vereador do PP, por exemplo, tinham algum vínculo com o setor público. Nós não temos cargo público. Não temos como distribuir cargas de terra, cestas básicas, como é atribuição dos agentes públicos, mas isso é normal. E aí, as pessoas acabam votando neles como agradecimento. Isso é normal". 

"Nós, somos de um grupo em que ninguém tem dinheiro para levar para a sociedade, e nem pode. Só tivemos 45 dias para levar nossa proposta."

Governo do Estado
Outro desabafo de Guilherme foi sobre uma possível ligação dele com o governo do estado em relação aos problemas gerais, atraso de salários etc. “Nós não temos nada a ver com o governo nesse aspecto. Não temos culpa por esse problema”, frisou ele.

"Fomos bem"
Bonotto deixou claro, ainda, que uma derrota significa muito e não significa nada. "Não estávamos buscando emprego. E fomos muito bem porque lutamos contra uma máquina com partido unido, sem escândalos que abalasse o governo e deu no que deu. Só que vamos seguir ajudando, cobrando que o plano de governo dos vencedores seja cumprido", finalizou. 

Vídeo: logo você poderá assistir ao vídeo na íntegra em www.expressoilustrado.com.br e aqui mesmo no Nova Pauta.
Mauro Burmann (coordenador), Guilherme Bonotto e Nice Viero

6 comentários:

Anônimo disse...

E isso aí....falou tudo

Anônimo disse...

Realmente disputar contra a máquina do PP é difícil.Pelo jeito não vou viver o suficiente pra ver mudanças em Santiago.

Anônimo disse...

quando aconteceu temporal em nosaa cidade o tiago tava de mangas arremangadas ajudando o povo, que impedio doseu bonoto dar uma ajudinha onde tava o candidato o povo tem memoria .

Anônimo disse...

Esperamos mesmo que o povo tenha memória. Que cobre as promessas de campanha. Não reclame de falta de atendimento médico e remédios, falta de empregos, e de um município que não pode receber verbas federais pois está em desacordo com a legislação.

Anônimo disse...

O Tiago tinha mesmo que estar de mangas arremangadas na época do temporal.Era funcionário da prefeitura, recebia salário, nada mais natural que fizesse o trabalho dele.

Anônimo disse...

Desde a época do Chicão que escuto que vão acabar com a pista do aeroporto. Quase vinte anos e ainda não conseguiram.Distrito industrial abandonado. Como criar empregos desse jeito? Parece que a única preocupação é fazer canteiros nas esquinas e que não estão impedindo os acidentes. E antes que pensem alguma coisa, não pertenço a nenhum partido político nem conheço pessoalmente nem o Tiago nem o Guilherme mas pago um IPTU muito caro e se não pagasse a rede de esgoto da minha casa , até hoje estaria pagando pra esvaziarem a minha fossa.Enfeitam o centro e os bairros são esquecidos, uma escuridão só.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta