Subscribe:

Apoiadores:

sábado, 15 de outubro de 2016

Brigada de olho nos arruaceiros

IMAGEM ILUSTRATIVA
Santiago – A Brigada desencadeou a Operação Sossego, das 22h de sexta até as 4h deste sábado, para combater a perturbação ao sossego alheio, tranquilidade pública e delitos de trânsito.

As abordagens ocorreram em locais de maior concentração de pessoas e veículos. Foram também visitados bares, lojas de conveniência e postos de combustíveis, que costumam ter aglomerações de pessoas.

Os policiais do Setor de Inteligência apoiaram, fazendo análise dos locais de maior incidência e necessidade de intervenção da Brigada. E.G.N.O (34 anos) foi preso após jogar cerveja nos brigadianos. Ele acabou na delegacia e liberado depois do registro da ocorrência.

7 comentários:

Anônimo disse...

Porque E.G.N.O.? Porque não o nome completo ?

Anônimo disse...

Parabéns aos policiais é isso
ai não pode dar Volga para os
desocupados,perturbadores que
não respeitam que descansa em
casa após um dia de trabalho.

Tem que manter esse tipo de
fiscalização para segurança de
ambas as partes.

Essa atitude de jogar cerveja
na Polícia é inadmissível,já
que são pessoas trabalhando em
favor da comunidade.
A pena pra esse tipo de atitude
deveria ser cadeia e pronto.

A pessoa que começa a beber já é
consciente que influencia na
suas atitudes conforme a
quantidade ingerida.
Não adianta alegar que estava
bêbado e não sabia o que estava
fazendo depois.

Anônimo disse...

Parabéns Brigada Militar!

roberto disse...

parabens por esse trabalho uns tem respeitar os outro

Anônimo disse...

Bem que dizem que aqui nessa cidadezinha vai acabar ficando só velho mesmo porque querem tirar a liberdade do JOVEM se divertir querem silencio vão para o hospital.

Anônimo disse...

Muito boa a ação, eu gostaria que se possível fosse publicado este comentário ou algo parecido.
Já de antemão gostaria de ressaltar que não sou arruaceiro, tampouco amante do som automotivo, tem que recolher mesmo! Bom a minha dúvida é a seguinte, esses dias liguei para a Brigada Militar às 02:00h da manhã , solicitando uma viatura na rua da minha casa pois os vizinhos resolvem dormir o dia todo e fazer festinha de madrugada, enquanto nós que trabalhamos o dia todo gostaríamos de dormir, pois bem, o servidor que estava atendendo ao 190, foi extremamente educado, me explicou que em um acordo com o MP e a Brigada Militar foi determinado que eles só atenderiam o chamado se a vítima (no caso deste delito de perturbação de sossego alheio), que seria eu representasse judicialmente contra os autores do delito, como se trata de vizinho e pra não me incomodar, agradeci o bom atendimento do servidor e passei quase a noite em claro ao som de um funk da pior categoria, minha dúvida é a seguinte esses veículos que apreendem o som, todo mundo representa ou pra som automotivo é exceção? Pois o crime é o mesmo!
Ou só efetuam essas operações no centro da cidade pra mostrar serviço, e garantir o sono dos mais apoderados do centro, e a lei não vale para os bairros?

À redação do nova pauta, gostaria muito que essa minha dúvida seja publicada em teu blog, ou até mesmo uma sugestão para entrevistar as autoridades sobre o assunto! Sou leitor assíduo do nova pauta e assinante do jornal expresso, agradeço desde já!

Anônimo disse...

Também me encontro em uma situação parecida com a do comentário anterior, porém com o agravante de que tenho conhecimento que na turma que faz festa existem maus elementos. Fico em uma situação terrível, tendo que aturar músicas com palavrões (tenho uma filha de 7 meses, graças a Deus ela ainda não entende, mas e depois?) durante a madrugada inteira para evitar de colocar minha família e meu patrimônio em perigo.
Imploro que as autoridades revejam essa situação (acredito que seja trabalho do legislativo) e que seja possibilitada a denúncia anônima, qual a dificuldade para isso? Quais os contras? Definitivamente não entendo...

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta