Subscribe:

Apoiadores:

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Giro crítico e noticioso

Visita pra lá de macanuda!
(por J.Lemes) - Na última sexta recebi este guerreiro da segurança pública de Santiago, o policial Gilmar Cavalheiro, que está em férias. Estou em Santiago há quase 25 anos e só ouvi e vi trabalho sério do Cavalheiro. Um homem público que orgulha Santiago, um policial que passa noites (feriado ou não) de tocaia se preciso for para livrar Santiago da marginália. Temos ótimos delegados, mas não esqueçamos de quem lhes dá suporte. 

Na foto também está o nosso ex-repórter Rodrigo Leiria, que hoje é brigadiano e atua na capital. Outro cara sensacional e que só conquistou amigos em Santiago. Queria tanto que ele voltasse para a nossa terra... Deixo aqui meu carinho aos dois amigos. O Cavalheiro, por sinal, é um baita cantor nativista. Quando for para a reserva no ano que vem ele fará, no mínimo, duas coisas; 

...encantará a gente com suas músicas e fará falta para a gente como agente Polícia Civil.

Aos poucos tudo vai voltando ao normal pela região, uns ainda com a ressaca eleitoral na cabeça, outros felizes pela vitória e alguns mais felizes ainda porque estão de volta ao carguinho ou cargão público depois de garantir vaga nas câmaras e prefeituras. Por mais que a pessoa queira ajudar os outros, cargo remunerado é sempre um bom emprego. Não se pode negar essa felicidade.

Tadeu Machado é um dos que voltou para o basquete na secretaria de Meio Ambiente. E já quis voltar mostrando serviço para que sua falta não fosse vista como uma coisa que não fez falta.

O Batista do esporte é outro que foi demitido da URI e agora deve voltar. Péra; da URI? Sim, ele trabalha para a prefeitura graças aos famosos convênios.

O ex-candidato a prefeito Antônio Bueno volta ao Banco do Brasil, outros voltam às câmaras... Assim como o novo prefeito Tiago que volta à secretaria de Gestão. Só que, desta vez, sem a necessidade de estar na vitrine com muitos cliques para marcar presença na mídia e rede social. Sobrará mais tempo para o trabalho. Que assim seja! 

Logo, logo tem mais...

2 comentários:

Anônimo disse...

Todos voltam aos seus empregos públicos, uns concursados outros arranjados e os reeleitos no legislativo. Temos também os profissionais liberais e de empresas privadas. E o povo assiste a tudo na esperança que o ano vem estejam de mãos dadas com o povo, e de preferência não pro fundo do poço, mas para o progresso tão esperado com as promessas de campanha.

Anônimo disse...

Mas não podemos esquecer de que temos famílias que não podemos só pensar em trabalhar a família é tudo de bom que temos

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta