Subscribe:

Apoiadores:

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Se gritar pega ladrão!...

...não fica um, meu irmão! 
(João Lemes)
Estava lendo sobre as possíveis delações de empresários e políticos presos. Penso que, mesmo antes de ouvirmos o que Eduardo Cunha (PMDB) tem a dizer (e ele vai ter que dizer) já sabemos: o que o empresário Marcelo Odebrecht (preso desde 2015) falou ou falará é suficiente para explodir Brasília.

Pesqueiro de piranhas
Marcelo era presidente da maior empreiteira do país e viu seus negócios florescerem nos anos petistas. Também foi um doador generoso às campanhas do partido. Vejamos os que já estão ou vão estar logo com as linhas enroscadas nesse pesqueiro de piranhas:

Lula e a mansão
O ex-presidente Lula, que já é réu em três ações, tinha uma relação de proximidade com a Odebrecht e pode se complicar mais. Agora surge uma nova suspeita. A revista IstoÉ  diz que o Ministério Público desconfia que Lula tenha uma mansão em Punta Del Este - Uruguai. O esquema seria semelhante ao adotado com relação a outras propriedades no Brasil.

Governo Temer
Já no governo Temer, entre as figuras já arranhadas por causa das delações estão homens fortes, como Moreira Franco e os ministros Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima, além do próprio presidente.

José Serra
O vazamento mais recente implicou o ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB). A empreiteira teria entregue 23 milhões para sua campanha em 2010 por meio de uma conta na Suíça.

Temer de novo
Reportagem da revista Veja diz também que Marcelo teria entregue outros 10 milhões para a campanha de Temer em 2014.

Vai todo mundo
O jornal O Globo diz que os delatores podem fornecer informações capazes de tirar o sono de 130 deputados, 30 senadores e de 20 governadores e ex-governadores de diversos partidos.

Tenham calma!
Como as delações envolvem políticos com foro privilegiado, tudo ainda deve ser remetido ao Supremo Tribunal Federal (STF), que já está sobrecarregado com casos da Lava-Jato. Vamos aguardar pelo estouro.

1 comentários:

Anônimo disse...

Quer dizer que a empreiteira patrocinou a campanha de Temer em 2014,ele concorreu a que cargo mesmo?A vice presidente do País e a campanha foi só do Temer.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta