Apoiam este projeto:

quinta-feira, 16 de março de 2017

A região unida por mais segurança

Santiago - Uma reunião organizada pelo prefeito Tiago Gorski nesta quinta (16) para prefeitos, vereadores e secretários dos municípios do Vale do Jaguari tratou sobre reforço na segurança pública. Acompanhado pelo major Noé da Costa, comandante do 5º RPmon e pelo delegado regional Charles Nascimento, o encontro debateu alternativas para o aumento de efetivo policial e também de evitar que o governo desloque soldados para a capital.

"Estamos preocupados com a sensação de insegurança nos pequenos municípios, pois os criminosos estão intensificando sua atuação na capital e voltando os olhos para o interior. Não queremos que nossa região seja alvo. Embora a responsabilidade de garantir a segurança seja do Estado, nós não podemos ficar parados", justificou Tiago Gorski.
Entre as alternativas debatidas: melhorar ou implantar o monitoramento com câmeras e ir até o secretário de Segurança do RS, César Shirmer, para mostrar a união dos prefeitos do Vale do Jaguari e cobrar por mais policiamento.

Participaram da reunião os prefeitos de Unistalda (José Amélio Ribeiro), São Francisco (Paulinho Salbego), São Vicente (Paulinho Flores), Capão do Cipó (Oswaldo Froner), Jaguari (Beto Turchielo) e Nova Esperança (vice-prefeito Elmo Cogo).

2 comentários:

  1. O Júlio Ruivo não entregou o cargo ainda???? Estranho, todas reuniões e eventos da prefeitura ele aparece... kkkkkkk... eeeee Santiago...

    ResponderExcluir
  2. Acho que tem de terminar com a Brigada Militar, como muitos estão pedindo. Assim não haverá abusos de autoridade de brigadianos para com cidadãos de bem, que trabalham e se acham no direito de cometer uma infração no trânsito, de pessoas de bem que ligam um som a todo vapor e os brigadianos, despreparados, vem complicar, ao invés de prender quem vende drogas próximo à escolas, em praças, que muitos flagram, mas não denunciam, pois não é problema deles.
    Não sei onde vamos parar, pois quando a pessoa só cumpre leis quando há alguém para fiscalizar, não tendo uma disciplina consciente, só querendo seus direitos, sem se dar conta que também há deveres para serem cumprido, estaremos próximo do caos. Veja o exemplo no Espírito Santos, em que a população saqueou lojas e supermercados, sabendo que não havia policiamento.
    Uso cinto, pois, após vários estudos, ficou comprovado que o mesmo auxilia na preservação de vidas, não para não ser autuado. Meu filho utilizou cadeirinhas e assento elevação, indo para o banco da frente apenas após completar 10 anos, não para os "brigadianos chatos e despreparados" me autuarem, mas para preservar o bem mais precioso que é a vida dele.
    Temos que mudar nossos conceitos, cada um, pois os brigadianos tem um período de formação e aprendizados, diferente de muitos políticos, a maioria inclusive, que só sabe ir bater boca no plenário, ao invés de criarem projetos, e aí ninguém critica. Só haverá atuação da Brigada se houver uma parte interessada ou se for flagrante, sem estar em um local por vontade própria, querendo prejudicar alguém. Já viram uma pessoa trabalhando ser abordada pela BM e "agredida", como dizem, gerando constrangimento para a mesma? Não quer ser abordado, não ande em locais e horários impróprios, com companhias de caráter duvidoso, causando desordem, para depois sair criticando quem está fazendo a função de tentar manter a ordem pública.
    Só irão sentir falta de uma coisa boa quando não tiverem mais, veja o exemplo de um pai, que deixa seu filho de castigo e o repreende quando faz algo de errado, preparando o mesmo para conviver em sociedade, não sendo compreendido na maioria das vezes, recebendo o valor necessário apenas depois que morrem, assim é a BM, que tomara seja extinta, sendo que as pessoas "de bem", que se sentem ofendidas quando são abordadas, com muita educação inclusive, dizendo "que não são bandidos, sim trabalhadores", em seus carros com vidros filmados que não se pode ver quem está dentro, achando que o agente tem bola de cristal para saber quem está ali dentro.
    É isso, e viva a extinção da Brigada Militar.
    Em tempo, estava terminando de digitar meu comentário e tinha um cidadão realizando arrancadas bruscas na esquina de casa com seu veículo. Só pode ser uma pessoa de bem.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta