Apoiam este projeto:

terça-feira, 7 de março de 2017

Desacerto entre vizinhas por causa de um cachorro

(Foto: ilustração)
Santiago - No dia 19/02 uma moradora da rua Álvaro Canabarro Tróis (bairro Missões) registrou uma ocorrência quando sua filha foi mordida por um cão de uma vizinha. Nessa segunda (06), a comunicante foi questionada pela mesma vizinha sobre tal ocorrência. Alegou que estava viajando e que deixou o animal preso, só que uma pessoa que ficou cuidando da casa disse que o animal não foi solto. A comunicante ressalta que a tal vizinha ainda lhe chamou de mentirosa. O caso deve mesmo ir para a justiça.

Obs. Cadê o diálogo dessas duas? Onde se viu ir parar na Justiça por causa de um jaguara? Infelizmente é assim; pessoas adultas não conseguem resolver um simples problema de vizinho.

Pai é agredido pelo filho de 15 anos
Santiago - Um senhor de 42 anos residente na rua Ciro Melo (Nei Pereira) relatou que na tarde de ontem seu filho de 15 anos lhe desferiu um soco no rosto, causando lesão. O motivo: ele pediu ao  filho para diminuir o volume do som porque sua filha está doente.  O pai deseja processar o seu filho pelos fatos narrados.

Obs. Esse menino ou é um malcriado ou está sendo mal criado. Onde foi que aprendeu a ser violento a ponto de agredir o próprio pai? 

2 comentários:

  1. o fato é que ela foi mordida por um cahorro....

    ResponderExcluir
  2. Ir para a justiça por causa de cachorro é bastante comum para quem não sabe é responde criminalmente

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta