Subscribe:

Apoiadores:

terça-feira, 14 de março de 2017

Ex-vereador arma um barraco em praça pública

São Vicente – Durante a eleição no último domingo a polícia não registrou nenhuma ocorrência. Entretanto, após a divulgação do resultado, uma guarnição do POE, que fazia a segurança na eleição, parou um automóvel na rua 7 de setembro porque estava com o som em alto volume. Durante a abordagem, um homem com sintomas de embriaguez se aproximou dos policiais, passou a ofendê-los e fazer ameaças se dizendo agente penitenciário aposentado.

O valentão era Gilmar Giacomelli, que já foi vereador e ex-presidente da Câmara. Também era o candidato a vice-prefeito de Fernando Pahim nas eleições de outubro. Ele resistiu à prisão e precisou ser algemado no meio do público que acompanhava a passeata dos vitoriosos. Após a ocorrência foi liberado.

O vídeo abaixo mostra a confusão.

11 comentários:

Anônimo disse...

Gente isso não é verdade, conheço o Gilmar Giacomelli, houve abusos na conduta do POE, e quanto aos grito não eram do Sr. Gilmar, essa reportagem fajuta está muito mal contada, vocês vão se incomodar.

Anônimo disse...

Esse Blog é um blog de fofoqueiros... adoram difamar as pessoas. O que houve nesse fato foi aviso dos soldados que só invés de prender bandidos ficam sa invocando com som de carro. É mais facil pra eles interpelarem quem não oferece perigo. Eles sempre fazem isso, isso chama-se: abuso de autoridade.

Anônimo disse...

O Gilmar não ofendeu e nem desacatou ninguém. Se informem antes de publicar algo desse tipo... Houve abuso sim! Foi ridículo a atitude do POE. Por que não publicaram o vídeo em que aparece o Gilmar deitado no chão e eles torcendo o pescoço dele sem ele ao menos reagir pra se defender?!

JorgeDiniz disse...

Nossa que canha forte da um efeito colateral no vivente que tem que ser usado da força e ate algemado pra conter a fúria kkkk

Anônimo disse...

Um típico caso de abuso de autoridade, onde já chegaram batendo e botando ele para o chão. Apanhar quieto já era demais. E no outro vídeo que aparece eles levando ele, em nenhum momento ele resistiu ou gritou com eles. Seria bom publicarem esse outro vídeo também, bem mais de perto que esse e sem interferências.

Danilo MG disse...

Mas que tal. Minha terra natal. Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá. E borracho... kkkkk

Anônimo disse...

Ainda q o som do carro nem alto estava,era só o som da porta do veiculo...

Anônimo disse...

pelo amor d deus em nenhum momento o gilmar reagiu em nenhum momento ele ameaçou a poe eles chegarao pra cima dele derrubando ele e outra coisa esses grito no video não era ele nesse momento ele estava desacordado porque não perguntão para as pessoas q estavao lá porque não colocam o outro video em q mostra tudo o q aconteceu mesmo e tem mais nesse momento não tinha nenhuma caminhada politica a caminhada já tinha acontecido a muitas horas antes.é por isso q o brasil não vai para a frente.pronto falei.

JorgeDiniz disse...

Hei ANÔNIMOS "anônimos" antes de criticarem o vido da evidencia coloque este outro que você fala pode posta aqui não fique querendo tapa o sol com peneira furada

Anônimo disse...

independente de quem for tem que respeitar a uma abordagem sim!

Anônimo disse...

pessoal..tem algo errado com o titulo da reportagem..ou estamos na revista TITITI.. ATÉ MESMO pelo que mostra o vídeo.. tinha gritaria de todo mundo menos dele (Gilmar) até se escoro na parede e outra.. talvez os policiais estivessem irritados com as pessoas tentando o defender..mas aí o problema não é do algemado ..opinião pessoal, abuso de autoridade sim..isso tudo por conta de um som alto? e o barulho na cidade inteira após eleição..ninguém interviu.. Jesus tome conta!!! CADE O PREPARO DESTES PROFISSIONAIS..DESNECESSÁRIO APONTANDO ARMA EM PRAÇA PÚBLICA após A eleição...EM CIDADE DE INTERIOR..COM CRIANÇAS AO REDOR..CIDADÃO DESARMADO..SEM APRESENTAR AMEAÇA..OU RISCO..NÃO ENTENDI..o mundo ta virado mesmo..porque não foram fazer patrulha nas bocass..e o medo..este CIDADÃO aí tava mais a mão kkk

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta