Subscribe:

Apoiadores:

sexta-feira, 17 de março de 2017

Invasão aqui não se cria!

Santiago - Mais uma vez o setor de fiscalização municipal recebeu denúncias de invasões em locais públicos e de preservação ambiental. Há poucas semanas havia sido no bairro Jardim e, agora, foi no bairro São Vicente, na área do antigo açude da Rede Ferroviária. Diante dos fatos, uma operação conjunta foi montada com a Brigada Militar para evitar que a uma obra irregular progredisse. Assim, o invasor foi chamado e, para não perder por completo o material colocado, ganhou um prazo até este sábado no final da tarde para retirar tudo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Primeiramente ele não é um invasor. Comprou e pagou pelo terreno. Se existe invasor é a Prefeitura que até agora não recebeu oficialmente a área da "rede", até porque a área e da nossa família.

O caso está com a Justiça, veremos quem tem razão até as 17h de amanhã.

Anônimo disse...

Mesmo que não fosse dá prefeitura o terreno, ele é de propriedade da união e ninguém pode adquirido dessa forma

Anônimo disse...

O que é APP tem gente que Não sabe?

Anônimo disse...

a prefeitura tem que cadastrar estas pessoas que querem um lugar para morar e no futura dar uma casa ,ja que seram construida 60 casas por ano para dar aos mais necessitados conforme o nosso prefeito prometeu em campanha

Anônimo disse...

Fiquei assistindo todo aquele movimento alhas para isso sobra policia. Tenho pena das pessos que trabalham no relento fazendo aquela casinha.Mas se aquilo não é da família que se diz dona e vende aos outros pq o poder público Não prende aquela gente que vende e engana os outros resp?

Anônimo disse...

INDEPENDENTE DE QUEM SEJA A ÁREA, SE TRATA DE UMA APP, E NESSES LOCAIS A LEI NÃO PERMITE QUE SEJA CONSTRUIDO NENHUM TIPO DE EDIFICAÇÃO...SOB PENA DE PRISÃO SEM DIREITO A PAGAMENTO DE FIANÇA....

Anônimo disse...

Justiça acaba de negar a demolição.

demolição por falta de projeto. Nada com invasão.

Anônimo disse...

Se ele comprou é simples,apresente a escritura do terreno ou uma procuração ambas registradas em cartório.

Anônimo disse...


- A prefeitura que se organize,e construa casas populares e distribua para os contribuintes.Melhor um teto para um criança do que uma pracinha. Já estão fechando as escolas.

Prefeito só tem cara de bonzinho.

Anônimo disse...


-E as CASINHAS na nascente do rio curuçu,a policia e prefeitura não foram lá,isso que vereador do PP ALERTOU.


NÃO HÁ INTERESSE. É DE COXINHA.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta