Apoiam este projeto:

quarta-feira, 19 de abril de 2017

A casa dos fantasmas de Peixoto tem seguimento

Há poucos dias a Justiça ouviu mais depoimentos no processo que investiga um caso de estelionato praticado pelo atual presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O conselheiro Marco Peixoto é réu em uma ação que corre em segredo de justiça no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O caso é de 2007, quando ele era deputado estadual pelo PP, e apura se houve a manutenção de funcionários fantasmas em seu gabinete.

Audiência foi em Porto Alegre 
O ex-coordenador da Bancada do PP no Legislativo, Hermes Pereira Dutra, foi ouvido na condição de informante, indicado pelo Ministério Público Federal (MPF). O depoimento dele durou meia hora e foi tomado no Palácio da Justiça, Porto Alegre. A ex-chefe de gabinete de Peixoto, Iolanda Nascimento Ribeiro, também foi depor.

Salário sem trabalho 
A acusação nasceu das investigações da Operação Solidária, deflagrada pela Polícia Federal em 2008, através de interceptações telefônicas. As apurações foram encerradas em 2012 e 11 pessoas foram indiciadas, quatro por supostamente receber sem trabalhar e sete por avalizar a situação. Marco Peixoto virou réu no STJ em 2015, após denúncia do MPF, mesmo assim, ele assumiu a chefia do mais importante órgão fiscalizador do estado. Ele nega as acusações e diz que provará sua inocência. (Fonte: Rádio Gaúcha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta