Apoiam este projeto:

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Manoel Viana - cobra criada

 Esta cruzeira estava dando um passeio no campo de futebol destes amigos do advogado Miguel Garaialdi em sua chácara. O engraçado é que, em vez dos jogadores ficarem assustados com "bichinho", quem se assustou foi a própria cruzeira, que saiu mais à toa que passeio de cobra. E como todos sabem da lei, de que matar cobra é crime ambiental, deixaram-na seguir livremente. Até porque, todos também sabem quem invadiu área de quem...

10 comentários:

  1. ta certinho... se ela picar algum deles é só ir ao HCS que não tem soro antiofidico.... vai sarar na dura sorte.
    cobra eu passo o porrete!

    ResponderExcluir
  2. matar nao e a solucao ,cada ser esta nesse planeta para viver,esses dias eu vi uma cobra na estrada do monte alegre e parei para olhar realmente era uma dessas tinha uns cento e oitenta centimetros coisa que e rara ,deu medo mas deixei ela ir para o banhado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na estrada e não na tua casa onde pode picar o teu filho

      Excluir
    2. Argamassa! 180 centímetros. Ah, mizeravi.

      Excluir
  3. Duvido que depois da secção de fotos, ela não entrou pro cacete!!!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo... Cuida dela e leva pra casa nao deixa ir embora

    ResponderExcluir
  5. O cara picado por uma cobra destas não precisa de soro porque ja chega no hospital desorado

    ResponderExcluir
  6. É um absurdo...deixar esse bicho vivo! Em que mundo vcs vivem? Acho que ninguém da Família de vcs foi picado ainda, por isso não mataram...
    Tá loko.

    ResponderExcluir
  7. eu mataria e ben matado pois e um predador do homem cabra e um bicho dabolico nao tem nada ver com a natureza que DEUS criou ....

    ResponderExcluir
  8. É um animal que me encanta,Acho-as lindas mas algo me incentiva a matá-las,adoro.Um dia ainda vou descobrir o porq da fascinação e logo do crime.
    .

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta