Apoiam este projeto:

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Poucas e boas da quarta

Só se fala em três coisas no Brasil; na cantada do ator José Mayer, na fuzarca do Big Brother e na lista do ministro Edson Fachin.

Só do governo temer são 9 ministros investigados pela Lava-Jato. Aqui no sul tem Yeda (PSDB), Padilha (PMDB), Marco Maia (PT), Onix Lorenzoni (DEM) e até a santa Maria do Rosário (PT) - para o deleite do Bolsonaro.

Entre os graúdos enlameados lá de cima estão Aécio Neves e José Serra (PSDB) e Collor (PTC)

Roubos no sul
Duas obras gaúchas com participação da Odebrecht são investigadas. Elas receberam do governo federal quase 1 bilhão entre 2000 e 2013. A mais pesada aos cofres públicos é a ampliação do Trensurb até Novo Hamburgo. A obra era avaliada em 360 milhões, mas custou 953 milhões.

A outra investigada é a obra da Terceira Perimetral de Porto Alegre. O valor dos contratos é de 22 milhões, mas se fala em 119 mil para bolso dos políticos para a liberação de pagamentos.

Pimenta e Zambiasi
A Procuradoria-Geral da República seguirá analisando as citações contra os deputados Darcísio Perondi (PMDB) Paulo Pimenta (PT) e do ex-senador Sérgio Zambiasi (PTB) nas delações da Odebrecht.

E nas delações de Marcelo Odebrecht, mais denúncias contra Lula, Palocci e Okamoto. Como eu vinha dizendo, não escapa quase ninguém. Falam até no ex-presidente Fernando Henrique (PSDB).

A seguir assim, é possível que o Brasil passe a ser governado (ou desgovernado) diretamente da cadeia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta