Apoiam este projeto:

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Poucas e boas

Menos foco pra Estação
Santiago - O vereador Davi quer tirar a guarda da chama crioula e também a Feira do Livro lá da Estação do Conhecimento. Apesar do ex-prefeito Ruivo ter insistido que o local deveria se consolidar como ponto turístico e cultural, Davi pensa que já deu o que tinha que dar. “A semana farroupilha, por exemplo, perdeu engajamento”, afirma. Ele quer que essas atividades voltem a ser perto da praça. (foto: Márcio Brasil)

Empresa multada 
O sol nasceu para todos e por isso muitas empresas de fora vêm trabalhar aqui, como na área de formaturas. O problema é que algumas, nem o PPCI obrigatório dos bombeiros estavam fazendo, mesmo levando um balaio de dinheiro de Santiago. Deu no que deu; levou uma multa de ficar derreada!.

Vereador promessa
Tem um vereador do PP santiaguense que ainda tá em busca de uma identidade. Fala onde foi, onde deixou de ir, o que a Prefeitura fez, dos cultos, do pastor, aleluia, parabeniza um e outro e...fica nisso. Mas dizem que, como vereador, ele é uma boa promessa. Promessa é dívida. Quem será?

8 comentários:

  1. Tanto tempo como vereador e ainda è promessa? Já teve tempo da promessa de realizar.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com o vereador Davi,querem empurrar goela abaixo o ponto turístico "Estação do Conhecimento",que na realidade de turístico não tem nada, somente o prédio, seria sim se tivesse ali um histórico da cidade,com etapas de sua história, fotos, o museu Pedro Palmeiro poderia ser ali, etc. O café e o cinema estão funcionando?
    Fica fora de mão e o local, proximidades, não é o mais indicado.

    ResponderExcluir
  3. A Propósito, não vão comentar nada, sobre a prisão, por desacato, direção perigosa, entre outras infrações, cometidas por um filho de uma Médica Santiaguense, só os pobres são crucificados pela nossa tão querida "imprensa"!!!

    ResponderExcluir
  4. Uma cidade que se diz educadora não pode abandonar a estação.

    ResponderExcluir
  5. Não é abandona a Estação, mas sim criar ali um novo espaço.
    Quanto a Cidade Educadora sabemos que isso é do tipo convênio, vencidas as etapas, tudo bem. E por falar em Cidade Educadora, para se colocar um simples papel no lixo anda-se seis ou sete quadras até encontrar uma lixeira privada.
    Muitas coisas a repensar.

    ResponderExcluir
  6. Apoiada a ideia do Vereador Davi. Deveriam tirar também o carnaval. Porque não copiam o carnaval de Jaguari. O povo espera mudanças, mas até agora só se viu os vícios de antes.]
    Emfim foi nomeado o assessor do prefeito e vice prefeito e tamanha foi a novidade o assessor é o PELÉ. INACREDITÁVEL

    ResponderExcluir
  7. Estou precisando trabalhar, qualquer coisa é só substituir quem não esta sabendo trabalhar, pois, nós população sabemos muito bem o que falta para Santiago.

    ResponderExcluir
  8. No caso da ESTAÇÃO, vou citar um unico item a a ser analisado. Derrepente seja mais propicio encher de esterco e urina de cavalo tb atrapalhar a transito perto da praça na semana farropilha. Faça o favor, ele deve dar atenção e melhoria ao lugar já existente e atender as expectativas de frustração do leitor acima ( seria sim se tivesse ali um histórico da cidade,com etapas de sua história, fotos, o museu Pedro Palmeiro poderia ser ali, etc. O café e o cinema estão funcionando? ). Te recomponha Ver. Davi

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta