Apoiam este projeto:

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Santiago tem uma indústria de multas?

Pergunta o deputado Bianchini

O deputado Bianchini (PPL)  conta que sua esposa Zaíra Bianchini estacionou o carro perto da loja Tusi. Como seu afazer era rápido, olhou o relógio e resolveu optar pela tolerância de 10 minutos e não tirou o ticket do estacionamento pago.

Após concluída sua necessidade, voltou e percebeu uma fiscal preenchendo uma multa por extrapolar o tempo gratuito. Zaíra relatou que olhou seu relógio e ponderou que haviam passados 9 minutos.
A fiscal sustentava que haviam passados 12.

Zaíra questionou; como que dois relógios poderiam marcar tempos diferentes? Para não entrar em discussão, aceitou a multa. Sua surpresa foi ao pagar, quando soube que o valor era de 14,80, sendo que o custo de duas horas de estacionamento custam 3,80. Além de injusta, o valor é exorbitante, ponderou ela, me expondo toda a sua revolta e indignação.

“Ou falta bom senso ou estão incentivando uma indústria de multas em Santiago”, questiona o deputado.

18 comentários:

  1. O pessoal de Santiago só sabe criticarkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu gosta de pagar de "pato" para os outros, fica a vontade, concordo em pagar valores justos sem abusos, realmente Santiago a coisa tá complicada

      Excluir
  2. A coitada não tem pra pagar ou queria que por ser esposa de politico que fosse de graça?

    ResponderExcluir
  3. A fiscal só cumprindo seu papel. É óbvio que a multa deve ser muito superior ao valor do estacionamento, caso contrário os motoristas iriam arriscar-se estacionando sem o ticket e se fossem pegos não lhes doiria no bolso, favorecendo a malandragem.

    ResponderExcluir
  4. o mesmo aconteceu hoje pela manhã em frente a loja ambiemtar.

    ResponderExcluir
  5. O prazo de 10 minutos começa a contar a partir do momento em que o fiscal preenche a notificação informando que o automóvel está sem o ticket, portanto o que vale é o tempo cronometrado pelo fiscal.
    Pode ter acontecido que o fiscal se enganou ao definir a hora inicial, o que não acredito.
    Talvez a solução seria que mesmo para o estacionamento gratuito existisse um ticket, constando a hora inicial, o qual o usuário seria notificado da hora que teve início a tolerância, servindo como referência para mediar os conflitos que viessem a acontecer.

    ResponderExcluir
  6. Na verdade tá tudo errado monitores cobrando taxas indevidas não é o primeiro caso é as não pagas virando multa de trânsito 15 dias após a notificação da zona azul tudo com a permissão da prefeitura

    ResponderExcluir
  7. Isso é verdade os fiscais deveriam ajustar os relógios. ja me aconteceu também de faltava 2 min. Pros 10 e a multa ja estava lá. .pura maquina de fazer dinheiro de verdade

    ResponderExcluir
  8. É so irem pra outra cidade nao estao satisfeitokkkk

    ResponderExcluir
  9. Hoje fui multado por causa que a ajente não tinha troco para me dar paguei a multa e perguntei para responsável se os azulzinho não Tinho troco ela me falou que ele não são obg dar troco sim monitora se foi pago que é obrigação do proprietário levar o dinheiro trocado e uma pouca vergonha além de ser mau educados ..

    ResponderExcluir
  10. Tá e qndo o agente está perto do veículo não coloca ticket algum e depois aparece a notificação na sua resistência de estacionar em desacordo...valor muito além...que se vc soubesse iria na zona azul e pagava.vc vai lá e pede a segunda via eles enrolam e não acham....madam voltar outra hora.

    ResponderExcluir
  11. Realmente, em santiago é complicado, aconteceu comigo tbm, só que eu estava tirando o ticket para colocar no carro e o rapaz começou fazer a multa sendo que eu estava com nove minutos do tempo permitido, e quando questionei o funcionário fui surpreendida com sua tremenda falta de educação, uma pessoa completamente despreparada para estar em tal função, por fim o mesmo rasurou o horário que estava colocando na multa para poder justificar a tal multa.

    ResponderExcluir
  12. Só vou pro centro de carro após as 17 em caso urgente que pago senão caminho a pé mesmo meu $ é suado pra pagar e as ruas cheias de paralelepípedos soltos

    ResponderExcluir
  13. o povo so paga o pato em resumo aumentou alem da inflação por que será que ninguem quer reclamar cade os cara pintada quando é para reclamar da dilma que nem sabe que santiago exzste tem um monte de pato agora para reclamar aqui mesmo do nossos problemas bairrista ninguem surge;

    ResponderExcluir
  14. Sempre se fazendo de vítima... Se fosse em SM (mesmo) pagariam bem.quietinho...

    ResponderExcluir
  15. E se a fiscal nao tava por perto na hora em que tu estacionou o carro ? Ela so vem tira a conclusão do tempo que ela acha que tu deixo o carro ali, te da a multa e tu qe se fo#@$*°.. Taa bom ein.

    ResponderExcluir
  16. Chega a dor até nojo de ler alguns comentários... As coisas andam erradas mesmo, são os valores das tarifas que sobem, são as condutas dos fiscais que alguns não agem da maneira certa enfim SEU PREFEITO não vai fazer nada para resolver ISSO já que foi o SR que começou aumentando o valor das tarifas?? Vai esperar o POVO se revoltar ainda mais e começar a tomar atitudes que com certeza não vai ficar bonito para uma cidade EDUCADORA...

    ResponderExcluir
  17. essas maquinas são preparada para roubar. já não é a primeira vez que me acontece de por moeda de um real e as outras de dez centavos, a maquina parece que não aceita as moedas de dez centavos, fica devolvendo, ai voce cancela a operação só devolve as de dez centavos as de cinquenta e um real ela engole, nao te devolve, ai voce precisa de alguém da fiscalização não encontra, outro dia fiquei mais de dez minutos esperando e nada do fiscal aparecer, tive que ligar para o escritório e solicitar alguém no local. achei o fim da picada ter que esperar alguém sendo que atrasei no compromisso que tinha.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta