Apoiam este projeto:

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Pérolas da Câmara de Santiago

Lavagem cerebral
Os vereadores Rafael (PSD) e Gildo (PP) sempre têm algo interessante como a queixa no atendimento lá no Ceo (Centro de Especialidades Odontológicas). Rafael ainda citou que alguns motoristas que levam pacientes a Santa Maria fazem uma lavagem cerebral nos viventes do tipo:
“Vê se não demora na consulta que eu quero voltar para Santiago tal hora!”.

Pega e larga
Quando todos tentavam dar aula de segurança pedindo mais policiais pras nossas ruas, Gildo lembrou de que todos os dias a polícia prende alguém e todos os dias as leis relaxam alguma prisão. “Onde já se viu? Se chega um preso doente no hospital ele é atendido antes que um cidadão de bem!”, critica Gildo.

“Odiência” pública
Décio Loureiro  (PP) também falou em segurança e foi contra a vinda do secretário Schirmer. Ele queria uma audiência para que todos pudessem opinar e não uma fala ou apresentação.
Pelo jeito, não teve audiência mas teve “odiência”.

Depois Décio elogiou o evento das mulheres progressistas e classificou de absurda a presença do público. “Havia um absurdo e gente lá”, disse o vereador.  ????

Eva Müller apesar de ser do PMDB, jogou contra o patrimônio ao sentar a pua em Schirmer. Também não foi muito favorável à sua vinda.

E até o Clairtinho (PSDB)  bateu no secretário., Que se fosse para saber dos pedidos “agnti” mandava para ele. Acho que ele quis dizer “a gente” mandava.

Velho drama das pilhas
Virou e mexeu e ficamos em Gildo mais uma vez. Ele lembrou de uma lei da Política Reversa que  ajudou a fazer e que está na câmara. Com essa lei, toda a empresa que vender lâmpadas terá que aceitá-las de volta.

Quem bom que fosse bem assim mesmo! Ninguém sabe o que fazer com as lâmpadas e pilhas. Ouvi alguém dizer que não há saída a não ser colocar no lixo comum. Isso vem de horas, mas pelo menos o senhor ainda toca no assunto.

3 comentários:

  1. AS AUTORIDADES PARA TEREM RESPEITO, TEM QUE RESPEITAR NÃO MASSACRAR.

    ResponderExcluir
  2. Pilhas e lâmpadas são um problema mesmo. Da ultima vez que consegui me desfazer, paguei ( e não foi pouco), para uma tal empresa que veio ali no Poliesportivo. Por mim eu passaria a colocar no lixo comum, obrigando a encontrarem uma solução, mas minha mulher não deixa...e dai vão ficando em sacolinhas (tenho umas quantas guardadas!!!).

    ResponderExcluir
  3. boa tarde Joao Lemes e equipe do nova pauta, só venho avisar que a empresa Comercial Ano Luz ja faz a politica reversa a mais de cinco anos, o cliente quando compra uma lampada ele tem o direito de descartar a lampada velha na empresa, caso nao tenha a lampada no ato da compra ele podera retornar com a nota fiscal e fazer o descarte sem nenhum custo adicional, claro que somente na compra de uma nova, nos recebemos a velha.
    a empresa tem um custo alto para mandar essas lampadas para o destino correto e isso é absorvido pela empresa.
    Att
    Wilson junior

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta