Apoiam este projeto:

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Giro crítico e noticioso

Mais cadeias
O Estado começa a semana esboçando uma melhora na segurança. E se há algo que não se pode esquecer é da falta de presídios. Assim, o governador Sartori anuncia a construção de cadeias em Charqueadas, Viamão e Alegrete, mais uma nova central de triagem para atender Porto Alegre e região metropolitana. (foto; secretário Schirmer anuncia as obras. Rádio Gaúcha)

70 milhões em cadeias
Os investimentos se aproximam de 80 milhões. A maior parte vem do governo federal.

As vagas
Charqueadas terá um presídio federal de segurança máxima em área de 25 hectares. A capacidade será para 208 apenados de alta periculosidade. O de Viamão terá capacidade para 430. O de Alegrete para 286 e o centro de triagem em Porto Alegre terá 96 vagas.

Obs. Num país onde a educação é das piores da América, a construção de cadeias parece muito lógica.

Armamento
Arma é para espantar o bandido; certo? Certo. Então por que a orientação da polícia em casos de assalto é para não reagir? Falando em armas, seguem as estatísticas de que a arma mais serve ao bandido (que leva tudo e mais a arma) do que para seu espanto.

Acidentes com armas
Também seguem os acidentes com armas, pois é prova cabal de que se precisa ter um preparo para lidar com elas. Neste fim de semana um senhor matou a esposa em Capava quanto esta entrava no quarto, a confundindo com bandido.
Obs. Como ficam os que não entendem nada de armamento, mas que indicam uma arma para cada brasileiro? 

Motoristas bêbados 
Em Santiago seguem as prisões por embriaguez ao volante. Cada fim de semana sempre aparece um ou dois “motoristas” sem carteira e bêbados. Alguns não pagam fiança e acabam indo parar na cadeia. Por mais que seja por uma noite apenas, cadeia é sempre cadeia, e com esse friooooo...

Por quê?
Diante disso, cabe uma pergunta: eles não sabem da lei ou acreditam que ninguém vai pegá-los? A resposta mais próxima da lógica seria a segunda, só que ela é combatida pela estatística de prisões a cada fim de semana. Então, os caras bebem e dirigem por quê?

Um comentário:

  1. João Lemes, já que ninguém te responde a questão do armamento, eu mesmo o faço!
    Acontece que no brasil o porte de arma é complicado, tu pode ter ela em casa, mas não pode usá-la na rua, ou seja o cidadão sai e deixa a arma em casa e as "vítimas da sociedade" vão lá a as furtam, liberem o porte de arma e ao invés de presídios o governo estará construindo cemitério para a vagabundagem e digo mais se a sociedade começar a reagir a ladroagem vai ficar só aonde o caveirão não entra ou seja em Brasília!
    Um abraço meu caro amigo, espero que as vítimas da sociedade não pulem o alto muro de sua residência muito bem fechada, invada sua privacidade, subtraia seus bens materiais e abuse de sua família. Caso ocorra chame o Batman, pois a polícia também usa armas!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta