Apoiam este projeto:

terça-feira, 25 de julho de 2017

Deputado veio ver o problema do senegalês


O deputado estadual Nelsinho Metalúrgico (PT) visitou Santiago e se reuniu com muitas lideranças. Como presidente da Frente Parlamentar de Solidariedade a Imigrantes e Refugiados mostrou preocupação com os senegaleses e haitianos que são vítimas de intolerância e preconceito em alguns municípios. Depois se colocou à disposição para ajudar a garantir o direito ao trabalho, dignidade e segurança dos ambulantes.

Ainda se reuniu com o prefeito Tiago Gorski (PP), com ex-vereador petista Sérgio Marion, com a presidente do PT local, Iara Castiel, com o advogado e assessor Júlio Garcia, entre outros. (Fotos: Du Dorneles).

Obs. O rapaz vendia seus produtos em local fixo (pela lei ele deve circular) e, por isso, houve reclamação do Centro Empresarial. A prefeitura advertiu e providenciou um lugar específico para ele e outros vendedores ambulantes, que é a praça do QG.

4 comentários:

  1. Interesante seria visitar todos os anbulante ..os que moran aqui votam aqui. por que todos tao na mesma situaçao quando se quer arumar deveria começar pelo os que tao a mais tempo . e nao por causa do destaque que teve nas redes sociais

    ResponderExcluir
  2. Aos poucos eles vão aparecendo,não falta tanto tempo para as eleições.

    ResponderExcluir
  3. SE devem circular pelas ruas porque colocaram em ponto fixo e continuam com o alvara de ambulantes??????

    ResponderExcluir
  4. E porque só ele tem que se deslocar e porque aquele que fica do lado da loteria , os que ficam no calçadão. Isso é preconceito e digo mais porque o CES não faz treinamento para os comerciantes e seus funcionários não vejo função naquilo..vergonha se é pra um é pra todos comerciantes se fizessem uma pesquisa de verdade duvido ganharem alguma coisa pelo atendimento ao cliente.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta