Apoiam este projeto:

terça-feira, 4 de julho de 2017

Mudanças no trânsito

Santiago tem 30 mil carros para uma população de 50 mil. Por causa disso, mudanças no trânsito se tornam necessárias. Foi o que aconteceu na avenida Bento Gonçalves, saindo o estacionamento oblíquo e passando a paralelo. O mesmo aconteceu numa quadra da rua Pinheiro Machado, entre a João Escobar Carpes e a Sete de Setembro, antes da sinaleira. O Haroldo Pouey afirma o estacionamento oblíquo estava causando muitos conflitos e que o trânsito está fluindo melhor agora.

3 comentários:

  1. Não adianta só mudar os estacionamentos de oblíquo para paralelo, não sou nenhum especialista no trânsito ou com formação em engenharia de tráfego, mas o que podemos perceber é que o trânsito piora nos mesmos horários de sempre (12:00, 13:30, 17:00, 17:30, 18:00, ...), acredito que as péssimas condições das ruas calçadas fazem com que os motoristas prefiram transitar pelas ruas asfaltadas, sendo assim porque não investir em asfalto em outras ruas paralelas as principais visando "aliviar" o tráfego no centro? Um exemplo seria quem vai pela Rua Pinheiro Machado e precisa ir para a Vila Nova, é lógico que vai ir pela Rua Tito Beccon, mas se a Rua General Canabarro (que hoje é praticamente intrânsitável) fosse asfaltada poderia muito bem retirar do centro um grande número de veículos. #Ficaadica

    ResponderExcluir
  2. Também precisava de um análise técnico de colocação de uma faixa elevada na esquina da Bento Gonçalves com a 13 de Maio na esquina do Posto Esso

    ResponderExcluir
  3. Outra rua que poderia ser asfaltada para não sufocar a cidade seria a 20 de Setembro

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta