Apoiam este projeto:

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

O sentido do viver amoroso e cooperativo

Santiago - Será possível entendermos os sentidos do viver humano a partir de uma sincera conversa entre os que se aceitam mutuamente, como seres legítimos em suas diferenças e individualidades? Conforme escritor, professor-doutor Valdo Barcelos, é possível sim, pois somos seres amorosos não por uma visão romântica, mas sim, em decorrência da matriz biológica da qual somos originários.

Palestra em Santiago
Ele fará uma palestra nesta sexta, 20, em Santiago e numa conversa franca fará uma reflexão sobre os fundamentos biológicos e culturais que nos constituíram como espécie. O ponto de partida é a Biologia do Amar e a Biologia do Conhecer, baseadas no estudo do pensador chileno Humberto Maturana.

“Este primeiro passo é fundamental para compreendermos o que fazemos e, principalmente, como fazemos aquilo que estamos hoje fazendo. Com esta ação acreditamos estar dando um passo importante para entendermos o presente vivido e, com isso, poder pensar um futuro que não reproduza os equívocos do passado”, observa o professor.
Recepção ao professor Valdo Barcelos pela direção do Colégio Cristóvão Pereira.
Local, data e horário
A palestra será na escola Cristóvão Pereira, nesta sexta, 20, às 19h:30min. Os convites custam 30 reais, à venda na redação do jornal Expresso ou na hora.
Promoção: UFSM, Ulbra e Cristóvão Pereira. Apoio: jornal Expresso, Prefeitura e Grupo Batista.

Sobre Valdo Barcelos:
É professor-doutor em Educação, PHD em Antropofagia Cultural Brasileira, conferencista do Instituto Piaget (Portugal), membro da Anistia Internacional, da Academia Santa-Mariense de Letras e líder do grupo de pesquisa Kitanda, de Santa Maria. São mais de 30 anos atuando pela educação, com muitas participações em seminários internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta