Apoiam este projeto:

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Artigo do dia

A Rádio Gaúcha e as antíteses
(João Lemes) - Não é querer ser melhor que ninguém, apenas quero ajudar (e praticar) a boa linguagem. Entenda-se por boa linguagem, aquela que todos entendem. Todos, não uma minoria.

Hoje ouvi um jornalista da Rádio Gaúcha dizendo que a Justiça interditou o presídio de Canoas, uma “antítese” do que foi planejado. Aposto que mais da metade do povo gaúcho não saiba o que é “antítese”. Custava dizer que foi o oposto, o contrário do planejado? Seria bom deixar o exercício de eruditismo para artigos ou outro tipo de público.

Outro dia também ouvi um policial dizendo que “os animais foram a óbito”. E eu aqui, morrendo aos poucos com isso tudo, com tantas “antíteses” do linguajar simples, prático e moderno.

Antítese - do grego. Significa “oposto à criação”. É uma figura de linguagem que demonstra ideias opostas.


2 comentários:

  1. Isto me faz recordar quando na metade da década de 1980 trabalhava na Área Judiciária, então plantão centralizado da POLÍCIA JUDICIÁRIA em Porto Alegre. Lá nos eram apresentados presos em flagrante pela polícia de quarteirão que naquela época ainda ia às ruas fazendo sua obrigação. Passaram eles a empregar o então o verbo FUGAR ao invés do verbo fugir. Lembro que certa feita fiz observação a um deles da impropriedade do emprego de tal verbo e o sujeito que era um futuro ‘coroné’ não gostou. Sugeri a ele que voltasse à escola. O verbo FUGAR é irregular e deve ser empregado apenas quando se fala em compor música erudita em forma de FUGA.
    Desde muito cedo dei a cada um de nossos filhos um dicionário e sempre mostrei a eles que aquele que não lê jamais escreverá com correção
    Já quanto aos grandes jornais digo que me fazem rir e muito, pois esses jornalistas modernos que saem das faculdades sabem tudo menos escrever com correção.
    Se alguém duvidar do que digo que acesse o blog do José Luiz Prévidi que faz críticas fortes aos tais redatores que tudo sabem, menos escrever. O endereço é o seguinte: http://previdi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. E ainda tem o "por conta de" no lugar de "por causa"; o invés de (inverso) no lugar de "em vez" (na vez) e o bendito "é que é assim, ó".

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta