Apoiam este projeto:

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

E as estradas da região, báh!

São muitas viagens não só pelas péssimas estradas regionais, mas a Porto Alegre para conseguir algum efeito sobre esse desastre que está nas rodovias estaduais como a 377 (Capão do Cipó -  Santa Tecla;  Santiago - São Francisco). Outro trecho tenebroso está na 168, entre Santiago e Bossoroca. 

O engraçado é que andei por muitas estradas estaduais em outras regiões, como Missões e Alto Uruguai e quase todas estão tinindo, assim como está o trecho da 168 entre Bossoroca e São Luiz. Lamentamos que mais uma vez a nossa região carece de maior representatividade política.

4 comentários:

  1. A estrada de São Francisco de Assis a Santiago em péssimas condições, não pago pouco de IPVA, mas no momento que faço a viagem nesta estrada estou terminando com meu carro quer dizer essa conta só aumenta, retorno que é bom nada.

    ResponderExcluir
  2. Abandono total nem rodovia da pra dizer que é.mas as eleições vem aí e pode ser que lembramos desses políticos que "representam" a região so aparecem nas eleições.cada buraco um voto a menos.Vai faltar eleitor para comparar a buraqueira

    ResponderExcluir
  3. Será que os prefeitos da região não podem se unir e buscar uma solução? Sugiro uma entrevista com os prefeitos de Santiago, Bossoroca e São Francisco. Eles tem o dever de exigir do estado.

    ResponderExcluir
  4. Não fazem reunião nenhuma muito menos cobram porque podem comprometer os queridos e nobres deputados que na época das eleições vão fazer lives nos tapas buracos meia boca... é trágico

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta