Apoiam este projeto:

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Gasolina: preços não condizem com a realidade

Os altos preços não condizem com uma economia estável. A disparidade, menos ainda.
Acontece que os donos de postos sabem que é difícil provar que haja cartel ou que alguém vá puni-los por exorbitância. Aí, apenas se queixam que a margem é pequena e que não podem baixar.
Pelo menos agora a Petrobras divulgará os preços diários nas refinarias e não apenas os percentuais dos reajustes.
Foto de um posto em Tabaí, perto de Porto Alegre.  

2 comentários:

  1. João, Paguei R$3,79 o litro da gasolina aditivada num posto Ipiranga de Balneário Camboriú.

    ResponderExcluir
  2. Moro em Santa Catarina, em Tubarão, aqui a gasolina esta custando entre 3,75 a 3,99 o litro da comum, isso com os aumentos dos ultimos meses...

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta