Apoiam este projeto:

terça-feira, 6 de março de 2018

O fantasma e um ex-morto ronda a Assembleia gaúcha

(por J.Lemes) Lembram do deputado Diógenes Baségio (PDT) que foi cassado em 2015 por fazer rolo na Assembleia? Pois o Dr Bassegio, que não está morto, resolveu dar com a língua nos dentes e contou coisas do arco da velha. Que é uma prática na Assembleia a retomada de salários dos CCs para caixinha político. Ele ainda contou à Promotoria que também é comum a alteração de odômetro de viaturas e ter servidores fantasmas.

Essa delação está com a Promotoria em segredo de justiça, mas já se sabe que ele deu nomes e tudo. O que Baségio quer? Limpar a consciência porque está arrependido de tudo o que fez quando foi deputado.

Hoje cedo o deputado Marlon Santos (PDT), atual presidente, falou na Gaúcha e disse que se houver fantasminha na Assembleia, eles saltam fora antes do meio-dia. Quanto ao resto, disse que é puro recalque e que na Assembleia não houve e não há nada disso.

Lembram de quando o santiaguense Bianchini (PPL) entrou em 2015? De cara disse que isso era uma prática, mas que ele não iria fazer. Encheu de grito e numa dessas  falou à nossa reportagem ainda na Rádio Itu e o troço atingiu a capital. Resumo da ópera: O D’ferro teve que dar explicação e pedir desculpas a seus colegas. 

Muitos foram apontados por essas práticas, como a dos fantasmas, e responderam a processos. O próprio Marlon Santos foi um deles, assim como outro santiaguense que foi deputado, o hoje conselheiro Marco Peixoto, ex-PP. Não houve condenação, mas denúncia teve bastante. Vamos ver agora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta