Apoiam este projeto:

quinta-feira, 15 de março de 2018

Vereadora morta a tiros no Rio

Criminosos encostaram ao lado do carro de Marielle Franco (PSOL) e dispararam contra ela e o motorista. A socióloga foi a 5ª vereadora mais votada, com 46 mil e 502 votos. Marielle havia assumido relatoria da Comissão da Câmara criada para acompanhar a intervenção federal na segurança do Rio. Ela vinha se posicionando contra a medida. Denunciou ainda uma ação de policiais militares na favela do Acari que aterrorizava moradores. “Com a intervenção militar o quadro ficou ainda pior", escreveu ela.

A repercussão - Toda a imprensa brasileira só fala nisso. Ministros se reúnem e prometem apuração do crime. O PSOL manifestou pesar e informou que está ao lado dos familiares, amigos, assessores e dirigentes partidários. "A atuação de Marielle como vereadora e ativista dos direitos humanos orgulha toda a militância do PSOL e será honrada. Exigimos apuração imediata e rigorosa desse crime hediondo. Não nos calaremos”, diz a direção do partido.

Um comentário:

  1. Lamento, lamento e lamento. Mais uma mulher vítima da violência. Uma importante voz é calada!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta