Apoiam este projeto:

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Brigada de Santiago ganha novas viaturas

O prefeito Tiago Goski e os soldados Anderson Bitencourt (E) e Mauro receberam as viaturas.
O 5º RP Mon foi contemplado com dois Corollas para o policiamento ostensivo em Santiago e uma Mitsubichi Triton para a Patrulha Ambiental. A solenidade de entrega aconteceu na manhã desta segunda, em Porto Alegre. Ao todo, o Estado entregou 114 carros e repassou 164 armas à corporação.

6 comentários:

  1. Precisa ser corolla pra fazer o policiamento nas ruas? Nem parece que vivemos em um estado quase falido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corolla não dá mecânica, apenas o custo com combustível, sendo assim mais barato pro governo não gastar com Oficina. Corolla foi feito para suportar 1 milhão de Km sem precisar fazer motor.

      Excluir
  2. Antes de falar bobagem tenta se informar quanto saiu o valor dos corollas para o estado, ja que a compra foi feita por meio de processo a nivel federal em grande quantidade para todas as policias do Brasil. O valor saiu mais baixo que de um prisma.Eis o problema dos tupiniquins pensam logo vomitam.

    ResponderExcluir
  3. E com esrtorno de um terço do valor gasto com consumo de combustivel por isençao de icms. Tudo por ter sido adquirido com contrato federal. Fora o consumo desse veiculo automatico ser de 12 km/l no perimetro urbano.com assistencia e garantia de tres anos. Logo tambem tera economia em manutençao. Mas so alguem que tem condiçoes financeiras pra entender essa matematica.

    ResponderExcluir
  4. Ta tudo errado mesmo caro anonimo. Certo mesmo é fazer compra de tanque de guerra pro exercito. Tanques no valor de 1 milhão cada pra guerra em um pais diplomatico. Isso sim precisa pra um pais falido. Isso sim é um bom investimento pra população.

    ResponderExcluir
  5. https://www.ouvirmusica.com.br/mc-rodolfinho/nao-chora/

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta