Apoiam este projeto:

quarta-feira, 2 de maio de 2018

O Rio Grande sem Mário Barbará

O adeus ao cantor de "Desgarrados"
“Um gaúcho que se preze sabe recitar pelo menos um trechinho de Desgarrados e Mala de Garupa, canções consagradas no Rio Grande, de autoria de um compositor e intérprete igualmente reconhecido: Mário Barbará, figura fácil no cenário musical dos pampas.” (Confraria Nativista)
Um dia eu estava no festival da Barranca e lá do meu barraco ouvi uma voz muito bonita cantando Desgarrados. Era tarde da noite e eu já havia me recolhido, mas ao me tocar por aquela canção, saí rapidamente rumo ao galpão dos shows onde o respeitado Barbará cantava. Nem acreditei que o estava conhecendo. Ali mesmo, falei com ele e o convidei para um show em Santiago. Não deu tempo. Fica meu lamento, minha tristeza. O Rio Grande perde um talento.

Mário Barbará, 63 anos, morreu nesta quarta (2) em Porto Alegre onde estava hospitalizado há meses devido a um câncer no fígado. Ele era natural de São Borja e ficou conhecido ainda muito jovem pelo sucesso como Desgarrados, vencedora da 11ª Califórnia da Canção Nativa de 1981 - Uruguaiana. Barbará ouviu sua música de norte a sul do Estado, sempre arrastando multidões de jovens para o nativismo.

Outras canções
"Roda Canto", "Campesina", "Era Uma Vez", "Colorada", "Querência Maior", "Portas do Sonho", "Mala de Garupa", "Onde o cantor expõe as razões do seu canto", "Retirante", "Laços", "Se eu me chamasse Lourenço", "Velhas brancas", "Xote da Amizade", "Xote da ponte", "Xotes do sul", "Amanhã será setembro", "Canto de clã", "Gaúcho bronze", "Inverno", "Numa estação", "Quando eu fui embora", "Couro cru" e "Na Rodilha do Laço".
Relembre o cantor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta