Apoiam este projeto:

terça-feira, 31 de julho de 2018

Fraudadores de leite pegam 16 anos de cadeia

Mondaí (SC) - A Justiça condenou 16 por adulteração de leite. Eles são acusados de adicionar soda e peróxido de hidrogênio no produto. Também foram condenados por crimes contra as relações de consumo e falsidade ideológica. Entre os condenados estão dois sócios-gerentes da Laticínios Mondaí. Os dois pegaram 16 anos de prisão cada um em regime fechado.

A condenação
Em 2014, o Ministério Público deflagrou as operações Leite Adulterado 1 e 2. Foi descoberto que parte do produto era fraudado em Vista Alegre, RS, para depois ser enviado à fábrica em Mondaí e distribuído para os dois Estados e São Paulo. Outros foram condenados a penas entre dois e 11 anos de prisão, variando entre os regimes semiaberto e fechado.

Bloqueio de bens
A Justiça também determinou a indisponibilidade dos bens da Laticínios Mondaí e dos dois sócios. O pedido da ação civil é para que os réus paguem indenização por dano moral coletivo no valor mínimo de 5 milhões para serem revertidos ao Fundo para Reconstituição de Bens Lesados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta