Apoiam este projeto:

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Giro crítico e noticioso



Caviar e camarão: a Justiça quer explicação do Exército
São Paulo - A Justiça aceitou abriu prazo para o Exército dar explicações sobre a licitação de 6,5 milhões, prevendo a compra de milhares de bebidas, caviar e quase duas toneladas de camarão. A ação foi do advogado Everson Piovesan. O Exército explica que tais itens são para hotéis de trânsito, utilizados por oficiais e familiares. O consumo é pago pelos hóspedes. O advogado lembra que a questão não é o valor ou se vai retornar, mas o fato de que "não é normal o Exército vender caviar”, destacou.

Reflexão
Por que tanto ódio hoje no Brasil? Esta frase do filósofo Leandro Karnal talvez possa explicar um pouco: “As pessoas estão olhando mais para suas telas do que para outras pessoas”.

Empate técnico
Nova pesquisa Ibope mostrou que Bolsonaro (PSL) empata tecnicamente com a ex-ministra Marina Silva (Rede) na corrida pela Presidência. Em um cenário sem Lula, Bolsonaro soma 17%; Marina Silva, 13%. Em seguida vêm Ciro Gomes (PDT), com 8% e Geraldo Alckmin (PSDB) com 6%.

Cadeia ou tornozeleira: uma escolha sem luxo

Outro dia um leitor perguntou o que seria mais dramático (para não dizer vergonhoso): prisão ou tornozeleira? Lógico que para um qualquer, o “mais melhor de bom” seria a tornozeleira. Basta tapar com a calça e deu! Mas para um famoso, orgulhoso e com história, o  melhor (ou o pior) seria o quê? Vamos ouvir o Lula: “Prefiro a cadeia à tornozeleira. Essa situação é inegociável”, disse o ex-presidente aos advogados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta