Apoiam este projeto:

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Afinal, o tal livrinho sexual que Bolsonaro denuncia foi adotado pelo MEC?

Jair Bolsonaro (PSL) reeditou uma polêmica no Jornal Nacional com o livro “Aparelho Sexual e Cia”, do suíço Zep e da francesa Héléne Bruller. O candidato afirmou que a obra está presente nas escolas públicas brasileiras e sugeriu que ela representa uma ameaça às crianças. 

O jornalismo de Zero Hora 
foi atrás e descobriu que:
“O livro foi destinado a adolescentes a partir dos 12 anos. Nunca foi indicado ou comprado pelo MEC. Jamais esteve nas escolas públicas. Não chegou a crianças de cinco e seis anos, como Bolsonaro diz. Também não foi utilizado com adolescentes. É um livro que existe, mas na livraria, para quem quiser comprar.

Livro do PT
A obra, publicada pela editora Companhia das Letras no Brasil, porém esgotada nas livrarias, já havia sido utilizada por Bolsonaro em um vídeo de 2016.  “Todo esse livro é uma coletânea de absurdos que estimulam as crianças precocemente a se interessarem por sexo. É uma porta aberta para a pedofilia também. Esse é o livro do PT, o livro de Lula e de Dilma”,  afirma Bolsonaro em 2016.

Nota do MEC
Na época, o MEC divulgou nota para informar que não recomendava o livro e que não o havia adquirido, portanto, a obra não estava presente nas escolas e não era utilizada como material didático. Também não tinha ligação com Lula, Dilma ou PT.

Um comentário:

  1. Não foi por que descobriram antes que esse lixo chegasse aos nossos filhos!!! Mas existem comentários em redes sociais que foram, mas daí não sei da veracidade!!!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta