Apoiam este projeto:

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Giro crítico e noticioso

Nunca antes na história...
(J.Lemes) É uma vergonha a maleza dos candidatos à Presidência. Perdem até para um presidiário, nas pesquisas. Quem diria que o Brasil passaria por isso?

Alguns membros do Comando Vermelho que foram presos 
Violência no Rio:  
mais 11 mortos
A guerra contra o crime organizado continua. Hoje mais 11 pessoas morreram durante uma operação das Forças Armadas envolvendo 4.200 militares, 70 policiais civis, blindados e helicópteros nas favelas do Alemão, Penha e parte da Maré.

Essa é a terceira operação em três dias no Alemão, considerado o quartel-general da maior facção criminosa do Rio, o Comando Vermelho.

A matança resolve?
E dizer que alguns candidatos ainda pensam que a matança é parte da solução para segurança. Esquecem que primeiro é preciso retomar o poder do Estado que hoje nem nas cadeias se consegue. E sabem quando começou esse domínio nas cadeias? No governo militar. Mas isso é só uma informação histórica. Poderia ter sido em qualquer outro.

Um celular é recolhido 
a cada hora nas cadeias 
A Susepe aponta que 72 mil celulares foram apreendidos nos presídios gaúchos em 10 anos, entre 2008 e 2017. Isso resulta em um aparelho sendo recolhido a cada hora (em média). Assim, os bandidos seguem comandando o crime lá de dentro.

Como evitar?
Grande parte dos telefones entra por arremesso para os pátios. Já os bloqueadores de sinal ficam inviáveis porque a maioria das cadeias fica em áreas urbanas e aí o sinal também é cortado nas casas. Segundo a juíza Patrícia Fraga, em alguns presídios afastados das cidades, a medida deu certo, como em Canoas. Os presos até pediram que seja reativado o serviço de cartas.

2 comentários:

  1. Pois é João, até pode ter começado la na época do governo militar nas foi potencializado nos últimos anos. Não acha?

    ResponderExcluir
  2. Só falta perderem para um presidiário,vai ser mais uma vergonha para o Brasil!!

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta