Apoiam este projeto:

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Quem é mais importante: o povo ou sua bandeira?

ARTIGO DO DIA
(J.Lemes) É tudo muito bonito numa entrega de títulos, a exemplo dessa de Cidadão Santiaguense. Logo teremos outra solenidade dessas. Então, cabe relembrar a posição correta na hora de cantar o hino nacional, dia 23/8.

Noto que as autoridades sempre se voltam para a bandeira. Ficam quase de costas para o público, quando não ficam inteiramente de costas.
Não devemos esquecer: o povo é nossa pátria; ele é maior que qualquer bandeira que apenas nos representa. Portanto, ninguém deve dar as costas à plateia. Isso é lei.

Só se deve voltar-se à bandeira quando o hino for o "hino à bandeira". Nos outros hinos, os convidados estão em primeiro lugar.

Em tempo - Nesta foto, há juízes e generais de forma incorreta. O ex-prefeito Ruivo é a exceção.

Outro dia a Banda do Exército executou o hino no CTG e um membro se voltou à bandeira. Apenas um, que destoou dos demais, ficando completamente de costas para o público. Curioso.

Detalhe: só se aplaude o hino quando ele é executado por artistas, porque aí, que recebe o aplauso são as pessoas, não o hino. Aplaudir o hino seria autolouvação, já que ele é em homenagem a nós mesmos.

2 comentários:

  1. Estão certas as autoridades que viram-se em direção da Bandeira Nacional quando o Hino Nacional Brasileiro está sendo executado ou cantado, pois o Pavilhão Nacional, representa o Brasil, o povo brasileiro, principalmente aqueles que não puderam se fazer presentes na solenidade e que moram nos mais afastados rincões deste país continental e que também contribuem para o crescimento da Nação.

    ResponderExcluir
  2. Os militares tem a obrigação de virar-se para a Bandeira Nacional,durante a execução do Nino Nacional, os civis não. E os civis que se voltaram para a Bandeira Nacional certamente erraram para mais e não para menos.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta