Apoiam este projeto:

sábado, 6 de outubro de 2018

A trajetória de Bolsonaro e as últimas considerações sobre a eleição

(João Lemes) Desde o início da campanha se via que teríamos mudanças no cenário (pelo menos na corrida até agora). Isso é assim no mundo todo. De tempos em tempos o pêndulo da democracia vai para esquerda ou para direita.

Bolsonaro (PSL) aproveitou bem esse momento e fez o que muitos burocratas não conseguem fazer: falar simples para as massas e dizer o que querem ouvir.

Lançou também apelos populistas, lógico (armas, religião, morte de bandido, família) mas se apoiou no maior dissabor dos brasileiros: a ladroagem; o saque do Brasil pelas esquerdas. Este é seu ponto forte. O roubo do PT foi demais e, com medo do seu retorno, a saída para a maioria parece ser o cara que fala em honestidade.

Enquanto isso, os demais candidatos não empolgaram ninguém. Não trouxeram o fato novo, e os melhorzinhos como Álvaro e Amoedo não pontuaram nas pesquisas. Ninguém vota em rabo da canoa.    

Sobre a entrevista na Record, Bolsonaro foi muito bem. Calmo como nunca, sem gritos, palavrões... Falou em União, menos impostos, negou ser perseguidor de minorias e de ter um plano para se perpetuar no poder. Encerrou dizendo o que pode decidir a eleição: "Se o PT ganhar, ele vai destruir a nossa Pátria".

Por fim, resta dizer que Zé Dirceu e Palocci ajudaram o PT a morrer pela boca, sem falar do ex-presidente preso, o que é uma vergonha para a nação.

Dito isso, no segundo turno (acredito que tenha), será uma briga de foice porque o PT nunca recusou apoio de quem quer que seja. O que vai dar no final? Veremos...

Em tempo - Analisei e concluo que Bolsonaro não tinha mesmo condições de saúde de ir ao debate da Globo. Uma boa eleição a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta