Apoiam este projeto:

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Casal cria seu próprio emprego

O leitor Vulmar Leite (ex-prefeito de Santiago) enviou esse email à redação, pelo qual agradecemos: “Esse jovem casal de empreendedores de Santiago criou seu próprio emprego, o que lhe permite sustentar a família e viver com independência."

"Os dois recolhem resíduos sólidos recicláveis nos contêineres, separam e vendem. A população e os poderes constituídos poderiam facilitar o trabalho dos recolhedores separando os resíduos sólidos dos orgânicos em casa, nos edifícios e nas empresas."

Obs. Hoje o Brasil só reaproveita 3% de todo seu lixo.  (Gostou da matéria? Envie sua notícia para jlemes@expressoilustrado.com.br) 

3 comentários:

  1. Bom dia. Gostaria informar que isso não é emprego, é trabalho informal e marginalizado frente aos direitos trabalhistas e previdenciários. Essas pessoas que atuam na coleta de produtos recicláveis poderiam formar uma cooperativa e assim ter mais lucro com as vendas dos produtos.

    ResponderExcluir
  2. Precisamos fazer uma Campanha na Comunidade,João Lemes, para estimular e conscientizar as pessoas da nossa comunidade a separarem, em casa ou nos locais de trabalho, os resíduos orgânicos dos recicláveis (metais, vidros, latas, papeis e plásticos), a fim de facilitar o trabalho de dezenas de pessoas que recolhem esses materiais nas ruas e de dentro dos contêineres locados pela Prefeitura Municipal de Santiago. É um ato de cidadania e de solidariedade humana facilitar o trabalho desses conterrâneos, que buscam o seu sustento através do trabalho digno, autônomo, honesto e rentável.

    ResponderExcluir
  3. Lendo esta matéria, me ocorreu que, é em respeito a esses cidadãos que trabalham duro e em ambiente insalubre para sustentarem-se e a quem deles dependem, que não podemos tergiversar com o crime. O delito de pequena monta toma vulto quando testemunhamos essas pessoas humildes e honradas provando que não é a falta de oportunidades que cria o marginal. Ou partimos para um sistema de tolerância zero ou estaremos, no mínimo, desrespeitando quem trabalha para obter seu sustento. Vejam que não é pelo apelo por mais segurança daqueles que estão em situação mais confortável que devemos mirar no objetivo Segurança Pública, mas sim em respeito a esse casal, dentre muitos iguais a eles. Obrigado

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta