Apoiam este projeto:

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

A região e a falta falta de médicos

Nossa redação esteve em Nova Esperança e conversou com o prefeito Antão Perufo, que há pouco resolveu uma situação bem difícil com a falta de médicos. Agora, outra situação está posta.

Em 40 dias, os profissionais cubanos deixarão o Brasil. Dos poucos médicos(as) que atuam no município, uma é cubana.

Sabe-se que, por ser casada com um nova-esperancense, ela pode ficar, porém, sem atuar na profissão, a menos que tenha feito e passado na prova chamada revalida.

Situação semelhante ocorre em São Vicente (um) e em São Francisco (três).

Santiago tem um. O médico cubano atende no ESF Vila Rica.

Em todo o estado são 611 cubanos atuando.

Um comentário:

  1. Tá se eu faço faculdade na Argentina e não fizer o revalida eu não posso exercer a profissão, porque todo esse auê com os Cubanos? O que vale pra mim vale pra todos.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta