Apoiam este projeto:

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Médicos cubanos de malas prontas

O governo de Cuba informa que não fará mais parte do programa  Mais Médicos. Os profissionais cubanos eram enviados para atuar no Brasil desde quando o programa  teve início, em 2013.

O motivo seriam as declarações “diretas, malvadas e ameaçadoras” do futuro presidente Jair Bolsonaro aos médicos cubanos.

Obs. Na região são vários médicos atuando.

2 comentários:

  1. A verdade é que Bolsonaro quer pagar de forma integral os médicos cubanos e deixar de repassar parte dos valores para aquela ditadura!!! Outro fato é que ele quer fazer avaliações destes profissionais bem como que suas familias viessem para o Bradil, outro fator nao aceito pela "democracia" bolivariana!!!

    ResponderExcluir
  2. O programa mais médico direciona 75% do salário dos médicos cubanos para a Ditadura Castrense. Eles não podem trazer seus familiares, pois o Governo de Cuba tem medo que peçam asilo. E outra, qualquer médico que se forme fora do Brasil tem que revalidar o Diploma.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta