Apoiam este projeto:

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Ministro Onyx usou notas em série de amigo para receber verba de gabinete

Saiu hoje em Zero Hora que por quase 10 anos, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), usou 80 notas fiscais de uma empresa de consultoria tributária para receber da Câmara 317 mil em verbas de gabinete. Dos 80 cupons, 29 foram emitidos em sequência pela Office RS Consultoria Sociedade Simples, indicando que o ex-deputado foi o único cliente da empresa por meses a fio.
A firma pertence a Cesar Augusto Ferrão Marques, técnico em contabilidade filiado ao DEM há 24 anos e que trabalha nas em suas campanhas. Marques também faz a contabilidade do partido no Estado e recebeu 175 mil em 2017 por meio de uma empresa que atua sem registro no Conselho Regional de Contabilidade.
Obs. Os dois negam que haja alguma irregularidade em suas trajetórias.

Há pouco, Lorenzoni admitiu ter recebido dinheiro de caixa dois da JBS. Ele diz que não declarou 100 mil que recebeu para pagar despesas de campanha e afirmou que não houve corrupção, e que procurou o Ministério Público para contar o que fez.

Resta saber até quando o homem forte de Bolsonaro vai aguentar. Uma pergunta que o santiaguense Marcelo Brum deve ter feito a si várias vezes, já que a cadeira de Oniy é sua hoje.

Um comentário:

  1. Politico Santo nao existe, duvido um que seja 100 por cento honesto.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta