Apoiam este projeto:

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

O que vem pela rede


4 comentários:

  1. Charge errada, tendenciosa.... A ida á Venezuela da Presidenta Gleisi foi correta e necessária. Aqui a Nota divulgada pela senadora, importante lerem antes de questionar: A quem interessa uma intervenção na Venezuela?

    Por Gleisi Hoffmann*

    Acabo de voltar da Venezuela, onde participei, como presidenta do PT e a convite do governo eleito, das solenidades de posse do presidente Nicolás Maduro. Não me surpreendi com o ataques e reações por parte de quem não compreende princípios como autodeterminação e soberania popular; quem não reconhece que partidos e governos de diferentes países podem dialogar respeitosamente.

    Por várias razões, os problemas internos da Venezuela, econômicos, sociais e políticos, têm sido motivo de pressões externas indevidas que só agravam a situação interna. Mas a posse de Maduro em seu segundo mandato desatou um movimento coordenado de intervenção sobre a Venezuela, patrocinado pelo governo dos Estados Unidos e referendado por governos de direita na América Latina, entre os quais se destaca, pela vergonhosa subserviência a Donald Trump, o de Jair Bolsonaro.

    Gostem ou não, Maduro foi eleito com 67% dos votos. O voto na Venezuela é facultativo. Três candidatos de oposição concorreram e as eleições se deram nos marcos legais e constitucionais do país (Constituição de 1999), o que foi atestado por uma comissão externa independente. Um dos membros da comissão, o ex-presidente do governo da Espanha José Luiz Zapatero, declarou: "Não tenho dúvida de que (os venezuelanos) votam livremente". Como outros países se acham no direito de questionar o voto do povo venezuelano?

    Não podemos nos iludir: a ação coordenada contra o governo da Venezuela não passa nem de longe por uma suposta defesa da democracia e da liberdade de oposição na Venezuela. Não há nenhum interesse em ajudar o povo venezuelano a superar seus desafios reais. O que existe é a combinação de interesses econômicos e geopolíticos com jogadas oportunistas de alguns governos, como é o caso, infelizmente, do Brasil. (...)

    Para ler na íntegra acesse https://jcsgarcia.blogspot.com/2019/01/venezuela.html

    ResponderExcluir
  2. Enterrar a credibilidade da esquerda???
    Qual???
    Achei que já estava enterrada há muito tempo!!!

    ResponderExcluir
  3. Tão sério quanto acreditar no que a Gleice escreve é ler uma declaração do Tiririca kkkk.Única diferença que ele é um palhaço e nós contribuintes fomos palhaços do PT por 16 anos...

    ResponderExcluir
  4. @JÚLIO GARCIA17 citou:
    "Charge errada, tendenciosa..."
    não concordo! já ouviu falar em liberdade de expressão?
    se esta CHARGE é tendenciosa oque dizer da charge que COMPARA uma laranja e o motorista Fabrício Queiroz DO FILHO DO PRESIDENTE?

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta