Apoiam este projeto:

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Promoção de filho de Mourão causa revolta entre funcionários do Banco do Brasil

A promoção do filho do vice-presidente Mourão causou revolta no corpo técnico do Banco do Brasil. Ela foi feita um dia depois de o presidente Bolsonaro dizer que pela primeira vez, os bancos públicos tinham sido blindados de nomeações políticas. Bastou o novo presidente do BB, Rubem Novaes, assumir o cargo para alçar Antônio Hamilton para o cargo de assessor especial.

Salário em dobro
Esse cargo e de escolha livre, não tem que passar pelo processo de promoção da instituição. Antônio Hamilton terá imediato aumento de 157% no salário. Quando era da diretoria de Agronegócios ganhava 14 mil. Agora, receberá 36 mil. Em sua defesa, muitos dizem que a carreira de Hamilton teria sido arruinada no governo Dilma. Depois da eleição do pai, ele virou personalidade no banco.
(O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta