Apoiam este projeto:

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Brigada prende traficante com 17 tijolos de maconha

Santiago- Seguem as prisões por tráfico de drogas em Santiago. Na tarde desta quinta, 5, a Brigada recebeu informações de que teria chegado droga numa residência na rua Santo Gatiboni, no bairro Monsenhor Assis. De imediato, o Setor de Inteligência e o POE (Pelotão de Operações Especiais) monitoram o local e flagraram um usuário saindo da casa com porções de maconha.

Ao ser abordado, acabou entregando o vendedor. Os policiais entraram na casa e apreenderam 17 tijolos de maconha (mais de 13 Kg). Fernando Nunes Vargas (20 anos), conhecido como “Fernandinho do Pó”, acabou preso em flagrante por tráfico. Conforme o major Franco, ele teria trazido a droga de Porto Alegre para revender em Santiago.

Na casa do traficante também foram apreendidos cachimbo para crack, cigarros de maconha e uma balança de precisão. O usuário foi detido e um adolescente de 13 anos apreendido. Eles foram apresentados no plantão da Polícia Civil como testemunhas.

Consórcio- O major Franco acredita que a droga tenha chegado na cidade em forma de consórcio, já que as embalagens tinham as mesmas características das que foram apreendidas nesta semana no bairro São Jorge."Compra vários quilos, traz e distribui. Agora é possível o delegado verificar esses detalhes e chegar a quadrilha principal que está mandando pra cá", explica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta