Apoiam este projeto:

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Que tal o servidor público trabalhar em casa?

ESTADO - O pacote de revisão das carreiras do funcionalismo é uma caixa de surpresa. A cada dia surgem mais medidas para salvar a lavoura. Agora falam em liberar o funcionalismo para o “teletrabalho”, que pode ser feito em casa. Se for aprovada essa medida, ela será condicionada a metas de produtividade. O governo diz que ela contribuiria para o bem-estar do servidor e pode gerar economia com a redução da infraestrutura.

Dúvidas - Quem vai controlar a produtividade e como vão ser estabelecidas as tais metas? E mais: quem  vai pagar a luz, o telefone e a internet do servidor? E se o computador dele estragar? Quem vai indenizar tudo isso? O governo quer forçar a adoção das medidas aprovadas na última reforma trabalhista e quer desmontar o serviço público.

Um comentário:

  1. João te peço por favor nos esclareça o motivo pelo qual o governo sempre sacrifica o executivo e o judiciário e legislativo ficam de "lombos largos", tu já viu as mudanças que o governo está propondo para a brigada? Quer acabar com a segurança pública.

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta