Apoiam este projeto:

terça-feira, 23 de outubro de 2018

A forca ou a cadeira elétrica?


Jornalista Paulo Germano reflete sobre a pior eleição da nossa história. Vejam: 

“Vai ser o voto mais triste da minha vida. Fazer o quê?, tem que escolher um dos dois. E nulo eu não voto – se me omito hoje, sei que depois o remorso me pune. Só que a dor de agora é excruciante também: escolher entre o PT e Bolsonaro é como optar entre a forca e a cadeira elétrica.”

O que é menos pior?
Dizem que na forca, se o tamanho da corda for ideal – por isso recomenda-se um ensaio prévio, com um saco de areia no lugar do condenado –, o sofrimento é pequeno. Mas, se a corda for muito curta, aí a agonia pode se prolongar por 20 minutos, o que deve ser chato.”

“Já a cadeira elétrica, depende de quantos choques são necessários. Se o futuro morto já defuntar na primeira descarga de uns 30 segundos, o sofrimento é médio. Se precisar de novos choques, vai ficando desagradável. Quer dizer: não importa tanto o método – o importante, como ensinou Maquiavel, é que o mal venha todo de uma vez só.”

O PT soterrou país na crise
“O mal maior do PT é a pretensa superioridade moral. É aquela soberba irritante de julgar-se certo até quando erra. De afanar dinheiro do povo e atacar os ricos. De soterrar o país em crise e culpar a elite. De dizer que são perseguidos porque amam os pobres. De jurar que o Judiciário, a classe média, a imprensa, os Estados Unidos, a maçonaria, os escoteiros e os monges tibetanos do Himalaia armaram um complô porque odeiam Lula. E de achar que Lula – depois de inventar a presidente mais despreparada da nossa história – ainda pode submeter o Brasil a seus joguinhos de poder.”

Bolsonaro é um subproduto do PT
“Ora, com toda a sinceridade, eu quero que o PT se exploda. O próprio Bolsonaro é um subproduto do PT, é o porta-voz mais barulhento dessa classe média ressentida que, durante anos e anos, ouviu que a culpa era dela. Não era. Só que o mal maior de Bolsonaro, veja bem, não é seu despreparo confesso, sua permanente ausência de ideias, seus modos toscos e sua inabilidade política. Não é sequer sua absoluta falta de comprometimento com qualquer resquício de ideário democrático.”

“O mal maior de Bolsonaro é sua capacidade de empoderar imbecis. Seu grande feito é ter conseguido – após anos fazendo aquele gesto abobado que simula tiros de fuzil, além de repetir insanidades como "minorias devem se curvar à maioria" – legitimar a discriminação e a estupidez.”
artigo completo

3 comentários:

  1. Falou tudo. Um fantoche e um despreparado que ainda usa Deus no slogan.Religão não se usa em política.

    ResponderExcluir
  2. João: Só um doente ou um direitoso envergonhado de votar no extremista/fascista bozo cx2 171 ...misógino e racista e homofóbico etc .... para escrever um lixo desses aí de cima... Haddad, Lula, o PT e os petistas podem ter seus defeitos, todo mundo tem, mas suas virtudes são imensas, só não vê isso um cego ... ou alienado... ou ...lamentável que compartilhes isso.

    ResponderExcluir
  3. REALISTAS as palavras do jornalista!
    mas sinceramente já se candidataram e já foram eleitas pessoas que falavam bem, que tinham ótimas referências, que apresentaram um bom plano de governo, inclusive jornalistas!
    e oque mudou?

    ResponderExcluir

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta