Apoiam este projeto:

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Juiz, procurador (aposentados) e ex-delegado denunciados por tortura em 1970

SÃO PAULO - O Ministério Público Federal denunciou um juiz e um procurador aposentados, e um ex-delegado pela atuação assassinato do ativista Olavo Hanssen (foto) em 1970 pela repressão da ditadura militar. O juiz militar Nelson da Silva Machado Guimarães e o ex-procurador da Justiça Militar, Durval Ayrton Moura de Araújo, são os primeiros membros do Ministério Público e do Judiciário denunciados por esses crimes.
(F:Daniel Mello - Agência Brasil)

Hanssen foi preso por distribuir panfletos nas comemorações do Dia do Trabalho. Levado ao Departamento de Ordem Política e Social (São Paulo), foi submetido a sessões de tortura por uma semana sob o comando do ex-delegado Josecir Cuoco. Hanssen sofreu afogamentos e espancamentos, choques elétricos na cadeira do dragão (assento revestido de metal onde os prisioneiros eram amarrados para ser eletrocutados). Na manhã de 9 de maio Hanssen morreu. O regime então forjou a versão de que Hanssen tinha se suicidado por envenenamento.

Os procuradores pedem que Guimarães e Araújo sejam condenados por prevaricação e que percam aposentadorias e condecorações. O delegado Cuoco deve responder por homicídio duplamente qualificado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta