Apoiam este projeto:

domingo, 28 de outubro de 2018

Os militares estão de volta ao poder? Veja a resposta do vice Mourão

O vice do novo presidente falou à Rádio Gaúcha. O general Hamilton Mourão disse o seguinte: 

"Não são os militares que assumirão o comando. São dois cidadãos brasileiros que já foram militares. As Forças Armadas continuarão cumprindo aquilo que a Constituição prevê."

Torturador, eu?
"A minha sinceridade de propósitos me custou críticas ferozes. Fui treinado para a adversidade, portanto, consegui manter a coerência. Mas ser chamado de torturador, coisa que não fui, magoou e atingiu minha família."

Previdência
"Na questão da Previdência, se implementarmos algo semelhante ao que foi proposto pelo presidente Temer, já seria um avanço. Nesse caso, os militares terão um aumento no tempo de serviço. Farão seu sacrifício também, assim como as pensionistas, que hoje não contribuem para a Previdência."

Segurança
"Com relação à segurança, vamos integrar o planejamento com as secretarias e as polícias. Isso é o que depende de nós. As demais iniciativas precisam passar pelo Congresso."

Armamento e maioridade penal
"A revisão do Estatuto do Desarmamento é prioridade, ou seja; agilizar a posse de armas por aqueles que comprovarem necessidade. Outro desejo é baixar a maioridade penal, mas tudo precisa de voto no Parlamento. E projeto definitivo, só com a palavra do presidente Bolsonaro."

União do país
"Não considero o país fraturado. O que existe são pequenos grupos mais radicais que não entenderam o processo eleitoral. Isso é alternância de poder, princípio basilar da democracia. Por meio da temperança, boa vontade e resiliência iremos baixar as tensões. Bolsonaro governará para o conjunto da Nação, mas tendo em mente um projeto para o futuro das novas gerações e não de poder."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta