Apoiam este projeto:

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Quadrilha que dava choque nas pessoas pega mais de 300 anos de cadeia

Porto Alegre - A Justiça condenou sete integrantes de uma quadrilha que dava choques, socos e coronhadas em vítimas durante assaltos a ônibus na Capital. As penas chegam a 363 anos de prisão. Somente entre abril e junho do ano passado, pouco antes do grupo ser preso pela Polícia Civil, foram registrados mais de 40 assaltos em linhas intermunicipais.

Quando a quadrilha foi descoberta em 2017, nove suspeitos foram presos. Sete viraram réus. Um dos assaltantes usava o aparelho sem motivo algum, sem qualquer reação da pessoa assaltada. E tudo isso foi comprovado através da análise de imagens de câmeras. (F: Zero Hora)

Obs. É sempre bom lembrar que não há lei no Brasil que permita que uma pessoa fique mais de 30 anos presa.

OS CONDENADOS - Felipe Martins Moraes - 65 anos e 6 meses de prisão, Fernanda Corrêa da Silva - 59 anos e 3 meses, Gabriel Afonso Feitoza Nunes - 36 anos e 9 meses,  Nilson  Lima Azambuja - 25 anos e 6 meses, Airton Vieira de Brito - 102 anos e 9 meses, Rafael Rait de Brito - 48 anos, Érico Romeira Vianna - 25 anos e 6 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Nova Pauta é um blog noticioso e crítico, portanto sua opinião é sempre bem-vinda. No entanto, seu comentário não será aceito se ele contiver conteúdo de de cunho racista, discriminatório, acusativo ou ofensivo de qualquer natureza contra pessoas e instituições;

E, de preferência, identifique-se. Mantenha o nível, mostre sua inteligência e contribua para um bom debate. Assim, sua crítica será bem recebida pelos leitores se você usar o poder do argumento.

É proibida a reprodução de parte ou do todo desta publicação sem a permissão dos seus autores.

Por fim: TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO LIDOS antes de serem publicados. E isso pode demorar. Portanto, aguarde.

Editores

João Lemes
Éder Alves
Nova Pauta